TJ outubro-18 - interna
CidadeMirian é a primeira motossocorrista em Campo GrandeAlém dela, outros seis profissionais foram habilitados para atuar na capital
Da redação com informações da assessoriadomingo, 16 de setembro de 2018 - 10:43

Sete profissionais técnicos de enfermagem e enfermeiros do Serviço Móvel de Urgência (SAMU) Regional Campo Grande encerraram na última sexta-feira (14), o curso de condução do Batalhão de Polícia Militar de Trânsito (BPTran) e estão aptos a atuarem como socorristas nas chamadas motolâncias – motocicletas equipadas com kit de atendimento médico básico -. Essa é a segunda turma capacitada desde o início das atividades das motolância e a primeira a contar com uma mulher formada motossocorrista.

Com mais de 12 anos de formação e dividindo as atividades no SAMU, onde ingressou há quatro anos, com o trabalho no Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian (HUMAP), a técnica de enfermagem, Mirian Freitas Isac, 39 anos, viu no curso de formação de novos motossocorristas uma oportunidade de crescimento e mais um desafio na carreira a ser superado.

“Eu sempre busquei me capacitar para que eu pudesse melhorar meu desempenho enquanto profissional. Surgiu a oportunidade de fazer o curso e eu decidi encarar. No início, inclusive, eu achei que teria mais dificuldade, até pelo peso da motocicleta, mas conforme foi passando o receio e com as técnicas certas eu consegui desenvolver bem e tirei de letra”, comenta.

Confiante, Mirian se diz disposta a enfrentar as dificuldades e pronta para o desafio. “Eu estou pronta e a disposição para ir às ruas. Sempre busquei fazer o melhor e tendo mais essa possibilidade sei que não será diferente”, disse.

Nesta turma, além de Mirian, foram capacitados outros três técnicos de enfermagem, Fabio ribeiro Capibaribe, Fernando Gonçalves de Barros e Bruno Jorge da Silva Oliveira além de três enfermeiros: Gustavo Moura Maidana, Marnon Augusto Bernardo Jesus e Alex Sandro Gomes de Moura.

O serviço passa a contar com 12 profissionais habilitados. Com isso, o horário de atendimento do serviço deverá ser ampliado. Atualmente os motosocorristas atuam de 12h às 18h. Mais ágeis e eficazes, as motolâncias garantem melhor tempo-resposta às ocorrências de urgência e otimizam o atendimento pré-hospitalar.

Deixe seu comentário

Leia Também

capital inicial