CulturaEspecial 'Descendo Sarrafo' será exibido nesta sexta-feira na TV Brasil Pantanal
Divulgaçãosexta, 12 de outubro de 2012 - 18:49
Especial 'Descendo Sarrafo' será exibido nesta sexta-feira na TV Brasil Pantanal

Quem não pôde participar do lançamento do CD “Descendo Sarrafo” do grupo Choro Opus Trio, que aconteceu no mês de agosto, no teatro Araci Balabanian, terá uma nova oportunidade. Nesta sexta-feira (12), às 21 horas, com apresentação da cantora e artista plástica Miska, a TV Brasil Pantanal exibe um especial com os melhores momentos do show. O programa será reapresentado no domingo (14), às 17 horas.

“Descendo Sarrafo” é um projeto contemplado pelo Programa Petrobras Cultural por meio do Programa Nacional de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet) do governo federal, que traz uma coletânea do compositor Amintas José da Costa, Sarrafo, cujas obras foram apreendidas em 1969, época da ditadura militar no Brasil. O compositor e saxofonista conviveu com grandes nomes da música brasileira como Pixinguinha e Guerra Peixe e trabalhou em cassinos, rádios e posteriormente na televisão, veículos que à época tinham orquestras próprias.

O show de lançamento do CD contou com a presença do próprio compositor homenageado, que este ano completou 93 anos e com a participação especial do Coro do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia, das crianças da Orquestra Infantil da Fundação Ueze Zahran. O espetáculo atraiu um grande público que pôde conferir a apresentação do Choro Opus Trio, formado por Eduardo Martinelli (violões), Ivan Cruz (bandolim) e Philip Andara (flauta).

Sarrafo tem uma importante herança musical a deixar, com choros compostos com influências melódicas e harmônicas dos choros tradicionais. Suas obras conseguem obter originalidade, mesmo sendo baseadas numa estrutura tradicional, devido à melodia bastante ornamentada.

Com arranjos elaborados para diversas formações instrumentais criados a partir das partituras originais, o CD lançado no sábado tem a participação de convidados como o Quarteto Toccata (violões), a flautista suíça e pesquisadora da música brasileira, Myrian Dickinson; do bandolinista português, Norberto Cruz; da Filarmônica Jovem do Pantanal, dos violonistas Plínio Fernandes e Carlos Alfeu, do violinista Newton Reis e do próprio compositor, que acompanhou a produção da obra.

Sarrafo
Maestro, compositor e saxofonista, Amintas José da Costa, Sarrafo, nasceu no dia 22 de janeiro de 1919, em Aracaju, Sergipe. Começou sua trajetória musical aos 17 anos no projeto de ensino de José Viena. Em 1937, ingressou na Força Pública de Sergipe onde também tocou na banda da corporação.

Em 1940 mudou-se para o Rio de Janeiro. Trabalhou em bandas e orquestras de casas noturnas, cassinos e rádios e conviveu com grandes nomes da música brasileira, como o maestro Guerra Peixe, Edmundo Villani-Côrtes e Pixinguinha.

Mudou-se para São Paulo em 1950, onde continuou sua história na música, tocando também nas primeiras emissoras de TV do País, sendo maestro da TV Tupi. A partir de 1968 compôs e gravou seus primeiros choros, obras que se perderam em estúdio fechado pela ditadura militar e que agora estão sendo resgatadas pelo grupo Choro Opus Trio.

Via Notícias MS

Deixe seu comentário

Leia Também

iptu - dezembro