EsportesEm sinal de protesto, rua ganha cores da ArgentinaTorcedores não acreditam na Seleção Brasileira e resolvem torcer pelo maior rival
Da redação com Folha de São Pauloquinta, 14 de junho de 2018 - 09:11

Com a Copa do Mundo iniciando nesta quinta-feira (14), alguns torcedores resolveram protestar contra a Seleção Brasileira de Futebol, pintando a rua onde moram e os muros com as cores da seleção da Argentina, em Teresina – PI. 

A iniciativa surgiu na Copa do Mundo de 2014, realizada no Brasil, quando Raimundo Júnior, 35 anos, e os vizinhos assistiram à derrota da seleção brasileira por 7 a 1 para a Alemanha. Na Copa realizada aqui no Brasil, os muros da rua haviam sido pintados de verde e amarelo. 

“Gastaram o dinheiro para fazer três Copas e fizeram só uma. Inventaram que o Neymar se machucou, tiraram o nosso zagueiro e abriram as pernas para Alemanha fazer o que fez. Você tem dúvida que aquilo foi entregue?”, questiona Raimundo. 

Desanimados com a Seleção Brasileira, a decisão ganhou ingredientes políticos: a bronca com a seleção também se tornou um protesto contra a corrupção. Por isso decidiram pintar os muros da rua em que moram com as cores da Argentina. Além disso, prometem transformar-se em fiéis apoiadores do esquadrão liderado por Lionel Messi. 

Para realizar a pintura, ele precisou convencer cada um dos moradores. 90% aprovou a iniciativa em adotar a torcida pela Argentina. Cada um pagou R$ 25 para adquirir as tintas e a contratação de um pintor. 

Já foi providenciado um telão para exibir jogo de estreia entre Argentina e Islândia no próximo sábado (16). O rotina deve se repetir em todos os jogos da seleção de Messi nesta Copa, mesmo em caso de um possível confronto com o Brasil. 

"Manteremos nossa posição. Vamos com a Argentina até o fim”, diz Raimundo Júnior.

Informações: Folha de São Paulo e UOL Esporte

Deixe seu comentário

Leia Também

Sebrae junho-18