GeralAfastamento de Tânia coloca Paschoal Leandro na marca do pênalti para presidir TJMSO CNJ pediu afastamento de Tânia Borges, das funções de desembargadora e presidente do TRE-MS
Da redaçãoquarta, 10 de outubro de 2018 - 18:28

O afastamento da desembargadora Tânia Borges, ocorrido na terça-feira (9), por determinação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), terá uma consequência direta na sucessão do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJMS).

A vez era de Tânia, mas devido ao incidente  ela não será mais, em seu lugar, deve ser aclamado o próximo na fila por antiguidade que vem na sequencia , o desembargador Paschoal Leandro.

Paschoal já foi vice-presidente da casa e também presidente interino. A eleição está marcada para o próximo dia 31.

Biografia

Paschoal Carmello Leandro, nasceu em Corumbá, em 1949. Bacharel em ciências jurídicas pela Faculdade de Direito de São Carlos, passou em concurso público para a magistratura e foi nomeado juiz substituto em 1983, sendo designado para a comarca de Aquidauana.

Em 1984 foi promovido para juiz de direito e atuou em Rio Brilhante, Jardim e Campo Grande. Em 2005 foi nomeado desembargador por merecimento. Exerceu o cardo de presidente interino e vice-presidnete do TJMS.

Deixe seu comentário

Leia Também

iptu - dezembro