Governo Refis - dezembro-18 interna
GeralAnimais marinhos estão ameaçados por pesca fantasma no BrasilEstima-se que até 69 mil animais marinhos sofram os impactos dessa pesca por dia
Da redação com Agência Brasilsábado, 8 de dezembro de 2018 - 17:14

No Brasil, a pesca fantasma é caracterizada pela perda ou descarte nos mares de equipamentos de pesca, como redes, linhas e armações, algo que ocorre em 70% da costa brasileira (12 dos 17 estados costeiros). De acordo com o relatório “Maré Fantasma está com a situação atual, desafios e soluções para a pesca fantasma no Brasil”, estima-se que até 69 mil animais marinhos sofram os impactos dessa pesca por dia, que incluem prejuízos ao ecossistema, ferimentos, mutilações, emaranhamento, sufocamentos e até a morte.

No mundo, o volume de equipamentos de pesca largados nos oceanos por ano chega a 640 mil toneladas. No Brasil, o estudo estima que cerca de 580 quilos desses materiais sejam abandonados ou perdidos nos mares por dia, inclusive em áreas de proteção ambiental, como unidades de conservação.

Entre os animais afetados pela pesca fantasma estão baleias, tartarugas marinhas, toninhas, tubarões, raias, garoupas, pinguins, caranguejos, lagostas e aves costeiras.

O cenário de poluição do oceano, especialmente por plástico, é preocupante. “Até 2050, em peso, haverá mais plástico do que peixe nos oceanos. Hoje em dia você tem uma proporção de peixe em toneladas, de peso estimado, muito maior do que plástico, mas até 2050 essa proporção vai se inverter. Depositamos 8 milhões de toneladas de plástico por ano nos oceanos”, alertou a gerente de campanha da ONU Meio Ambiente, Fernanda Daltro.

Deixe seu comentário

Leia Também

iptu - dezembro