GeralGuarda Municipal flagra jovem furtando lojaOs guardas municipais precisaram dar dois tiros de alerta para que o ladrão parasse de tentar fugir
Da redaçãosegunda, 16 de abril de 2018 - 12:36

Na madrugada de domingo (15) a Guarda Civil Municipal (GM) flagrou um homem furtando uma loja de utilidades no Bairro Tijuca na Capital. O jovem havia quebrado a porta da loja usando um pedaço de madeira e estava saindo da loja com uma mochila cheia de objetos furtados. O suspeito tentou fugir e a Guarda teve que fazer dois disparos de alerta para que ele parasse.

De acordo com o boletim de ocorrência uma viatura da GCM realizava rondas pela Avenida Souto Maior, no Bairro Tijuca, quando os agentes avistaram que a porta de um estabelecimento comercial, denominado Malu Utilidades, estava arrombada com um pedaço de madeira. 

No momento que a guarnição parou para averiguar o que estava acontecendo eles presenciaram o instante que um indivíduo, identificado como Nelson dos Anjos Passos (18), estava saindo da loja com uma mochila nas costas.

Os agentes constataram que poderia se tratar de um furto em andamento e então prosseguiram para abordar indivíduo, mas ele tentou fugir do local, e foi necessário efetuar um disparo de arma de fogo calibre 12 elastômero (bala de borracha). Os guardas informaram que o tiro foi necessário, pois quando o autor avistou a guarnição ele colocou a mão na cintura fazendo menção de estar armado, onde posteriormente foi constatado que o mesmo teria na cintura um alicate. 

Mesmo depois do tiro de borracha o autor não parou e novamente foi necessário um novo disparo, desta de arma de fogo calibre.38 como alerta, uma vez que Nelson não parou e continuava a tentar fugir, ele dizia aos da Guarda "vem que vocês irão ver vem", ação esta sempre com uma das mãos na cintura, simulando estar armado com uma arma de fogo.

Nelson foi detido e foram encontrados, no interior da mochila, diversos produtos da loja que se encontravam a venda. O jovem confirmou que havia furtado. 

A polícia entrou em contato com a proprietária da loja que compareceu ao local e verificou que de fato que os produtos que estavam Nelson são de sua propriedade. Portanto o jovem foi encaminhado para Delegacia sem lesão corporal aparentes.

O caso foi registrado na Delegacia de Pronto atendimento Comunitário como furto qualificado com destruição ou rompimento de obstáculo.

 

Deixe seu comentário

Leia Também

fiems vacina