GeralMulher é acusada de matar dois namorados envenenados
Da redação com UOLterça, 12 de junho de 2018 - 17:16

Wane Brenda Gonçalves de Oliveira, 34 anos, foi presa na segunda-feira (12), acusada de envenenar e matar dois homens com quem manteve relacionamentos entre abril e novembro de 2017.

O caso aconteceu em Itabuna, na Bahia. De acordo com o site UOL, investigações apontam que a suspeita usou "chumbinho" [produto tóxico comercializado ilegalmente] para matar os parceiros. Ela envenenou os dois assim que descobriu que eles tinham a intenção de terminar o relacionamento.

Edvaldo Araújo Alves, 40 anos, foi o primeiro a ser morto. Os dois namoravam há um ano, quando a vítima se sentiu mal na casa da namorada em 16 de abril de 2017. O homem foi socorrido e encaminhado ao hospital onde morreu. A morte foi atribuída a um infarto fulminante.

Meses depois, ela começou um novo relacionamento com Evandro Bonfim de Souza. Em novembro de 2017, ele sentiu-se mal após ingerir um medicamento dado pela parceira e também foi levado a uma unidade de saúde. O médico informou que os sintomas apresentados se assemelhavam aos de envenenamento por "chumbinho". Evandro ficou internado por nove dias e Wane ficou de acompanhante o tempo inteiro. Ele teve uma parada cardíaca e foi submetido à lavagem estomacal onde foram encontrados vestígios de substância semelhante ao veneno. Três dias após, o segundo namorado de Wane teve morte cerebral.

Desde então, a polícia instaurou inquérito para investigar as duas mortes, já que a família do primeiro namorado não aceitava a morte de Edivaldo. Amostras dos corpos de Souza e Alves foram colhidas. Os materiais foram analisados e foi revelado que as duas vítimas foram assassinadas com a utilização do mesmo veneno.

Segundo a Polícia Civil, os casos aconteceram em um intervalo de sete meses e são investigados pelas autoridades de forma conjunta.

Deixe seu comentário

Leia Também

Sebrae junho-18