TJ outubro-18 - interna
GeralPMA autua três proprietários rurais por desmatamento ilegalInfratores responderão por crime ambiental, que prevê pena de três a seis meses de detenção
Da redação com assessoriasexta, 12 de outubro de 2018 - 14:59

Uma equipe da PMA da Capital realizava trabalhos preventivos à pesca predatória na região da Ponte do Grego em Terenos, durante a operação Padroeira do Brasil e percebeu diminuição no número de pescadores no rio Aquidauana, possivelmente em razão das chuvas.

Por isso, realizou hoje (12) vistorias relativas à operação Cervo-do-Pantanal, contra o desmatamento ilegal, em três áreas de desmatamentos próximas, localizadas no assentamento Patagônio, no mesmo município.

Três proprietários rurais foram autuados por desmatamentos ilegais. Um infrator (82), residente em Campo Grande, foi autuado administrativamente em R$ 3.210,00, pelo desmatamento de 3,21 hectares, outro de 66 anos, residente em Sidrolândia foi autuado em R$ 2.490,00, pelo desmatamento de 2,49 hectares e, um terceiro infrator (42), residente no assentamento, foi autuado em R$ 1.440,00, pelo desmatamento de 1,44 hectares. As áreas desmatadas foram medidas com uso de GPS.

Os desmatamentos verificados por imagem de satélites ocorreram em 2015 e havia pastagem no local. A madeira das árvores derrubadas não se encontrava nos locais fiscalizados.

Os Infratores responderão por crime ambiental, que prevê pena de três a seis meses de detenção. Eles também rural foram notificados a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA) junto ao órgão ambiental estadual.

Deixe seu comentário

Leia Também

SESC