GeralSintracom reforçará protesto pela manutenção do Programa Minha Casa Minha VidaO protesto acontecerá em todo o país no próximo dia 19 a partir das 8h
Da redação com assessoriaQuinta, 12 de Outubro de 2017 - 15:59

No próximo dia 19 de outubro, quinta-feira às 8h, o Sintracom vai participar do protesto em Campo Grande pela manutenção do Programa Minha Casa Minha Vida. A carreata vai sair da Rua Almirante Barroso, 179 no Bairro Amambaí, percorrer a Avenida Afonso Pena, Rua Bahia, Avenida Mato Grosso até a Superintendência da CEF.
 
O protesto ocorre simultaneamente em várias cidades e capitais do Brasil. A manifestação é para reverter a escassez de recursos da Caixa Econômica Federal direcionados ao Programa Minha Casa Minha Vida. Milhares de contratos de venda de imóveis estão parados  nas agências da CEF por falta de dinheiro para financiar o Programa. Enquanto isto, famílias que se esforçaram para realizar o sonho da casa própria vivem o pesadelo da espera. A CEF responde por 70% de todos os financiamentos imobiliários.
 
“Queremos também que o governo proporcione uma prestação menor para quem compra os imóveis. Hoje, a maioria dos trabalhadores da construção civil não tem acesso à casa própria porque a prestação é incompatível com a renda deles”, afirma José Abelha, presidente do Sintracom de Campo Grande.
 
O contingenciamento de recursos da CEF só agrava a recuperação da economia do país que ainda não decola por causa da crise mais intensa no setor da construção civil. O PIB do Brasil deve fechar 2017 com crescimento de 0,8%, enquanto o PIB da construção civil deve fechar em queda de 5,7%.
 
Segundo dados do IBGE, desde o 2º trimestre de 2013, a queda acumulada do PIB da construção civil é de 14,3% enquanto o PIB total recuou 5,5% nos últimos 4 anos. Dos 2,7 milhões de vagas formais fechadas neste período, quase 1 milhão foram da construção civil.

 

Deixe seu comentário

Leia Também

SESC