GeralUniversitários ficam mais próximos dos vereadores com Totem InterativoEquipamento foi instalado na UFMS para envio de sugestões
Da redação com assessoriaQuarta, 6 de Dezembro de 2017 - 15:12
Universitários ficam mais próximos dos vereadores com Totem Interativo

Nesta terça-feira (28), o Totem Interativo da Câmara Municipal de Campo Grande foi instalado pela primeira vez no corredor central da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul). Este é mais um passo no convênio entre as entidades. Na oportunidade o presidente da Câmara, Prof. João Rocha, e o reitor da universidade, Marcelo Turine, assinaram o Termo de Compromisso relacionado à atividade. 

Para João Rocha, esta inauguração é um marco que o deixa honrado e dá início a ação de deixar o Totem perto da população. “O Totem interativo também vai girar pela cidade nos locais de grande concentração. Estamos inaugurando aqui na Universidade Federal o primeiro ponto e após o dia 15 vamos estar nos terminais de ônibus onde a população possa ter acesso e possa interagir com a Câmara de Vereadores”, disse. Rocha também explicou o que será feito com os dados colhidos. “Aquilo que for possível ser transformado em Projeto de Lei, inclusive será encaminhado para que isso aconteça. Todos os serviços públicos caem na Casa e serão encaminhados como indicação do cidadão e da Câmara de Vereadores para Prefeitura, para que o problema identificado possa ser solucionado”. O reitor, Turine, apontou que a UFMS ficou feliz de receber o Totem.

“Nós temos um protocolo de intenções celebrado este ano com a Câmara e hoje é um dos projetos que se iniciam com a instalação do Totem Interativo, da Câmara Participativa e esperamos que os nossos 12 mil alunos, professores e técnicos possam contribuir com sugestões. Estava navegando nas diferentes áreas que o Totem disponibiliza e é um canal direto com os nossos vereadores com sugestões de melhorias  em cada região. Isso é importante porque aumenta a gestão participativa e a melhoria da nossa Campo Grande tão querida”. 

Turine ainda disse que os acadêmicos da Federal são jovens participativos. “Eles querem contribuir, participar, criticar e eles amam redes sociais, então, acredito que esta interação de forma digital é muito mais interessante que responder a um questionário no papel. Com o Totem no corredor central da UFMS, a garantia de participação é muito maior”.

Deixe seu comentário

Leia Também

SESC