TJ outubro-18 - interna
InternacionalTrump agradece a Erdogan por ajudar a libertar missionárioO caso elevou as tensões entre Washington e Ancara desde julho deste ano
Da redação com Agência Brasilsábado, 13 de outubro de 2018 - 15:24

O presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, agradeceu neste sábado (13) a seu colega turco, Recep Tayyip Erdogan, por ajudar a libertar o missionário americano Andrew Brunson, que ficou detido na Turquia durante dois anos e que se reunirá com o líder na Casa Branca.

Brunson deixou a Turquia na sexta-feira, fez uma parada na Alemanha para passar por uma avaliação médica, e deve desembarcar hoje na Base Aérea de Andrews (Maryland), nos arredores de Washington, informou ontem o porta voz da Casa Branca Judd Deere. 

No Twitter, Trump insistiu que "não houve acordo" com as autoridades turcas para conseguir a libertação de Brunson, depois que a imprensa americana informou que Washington tinha se comprometido a suspender as sanções que impôs a Ancara em agosto, relacionadas ao caso. 

Um tribunal da Turquia decretou na sexta-feira a libertação de Brunson, que estava há dois anos preso, e lhe deu permissão para sair do país. 

O caso de Brunson elevou as tensões entre Washington e Ancara desde julho deste ano, quando os EUA transformaram sua libertação em uma causa diplomática, enquanto a Turquia se defendeu, alegando a independência de seus tribunais.

Em agosto, a Casa Branca impôs sanções contra os ministros turcos de Justiça, Abdülhamit Gül, e de Interior, Süleyman Soylu, por seu papelna detenção de Brunson. O aumento das tensões contribuiu para uma queda da lira turca. 

 

 

Deixe seu comentário

Leia Também

SESC