TJ outubro-18 - interna
PolíciaMulher cai em golpe do bilhete premiadoO prejuízo apontado chega a R$ 30 mil em joias
Da Redaçãosexta, 9 de novembro de 2018 - 08:56

Marcia de Lourdes Gagliardi Lauton Pechutti, de 53 anos,  acabou caindo no golpe do bilhete premiado nesta quinta-feira (8), em Dourados. O prejuízo apontado, segundo o registro policial, chega a R$ 30 mil em joias, a quais parte delas eram de sua filha. 

De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima caminhava pela rua Olinda Pires de Almeida, próximo a Reitoria da UFGD, quando foi abordada por duas mulheres que aparentavam ter entre 25 a 30 anos e ambas estavam bem vestidas. Elas queriam saber do endereço de uma empresa próxima ao local. 

Em seguida, começaram a conversar e a suspeita disse que pretendia chegar ao estabelecimento comercial para conferir um bilhete da Mega-Sena com a proprietária. Durante a conversa, uma outra mulher, se identificando com professora, tomou posse dos números e disse ter conferido com o do concurso realizado, batendo com o prêmio estipulado. 

A portadora do ‘documento’ premiado disse a vítima que se lhe ajudasse a sacar a bolada, passaria a ela uma quantia em dinheiro, mas, antes, deveria deixar algo de valor como garantia. 

As três então se deslocaram até a casa dela, na Vila São Luiz, onde várias peças de joias, avaliadas em R$ 30 mil foram deixadas com as estelionatárias para que ela pudesse sacar o dinheiro.

Elas se deslocaram até a agência do Banco do Brasil da avenida Presidente Vargas e quando a vítima entrou no local, percebeu que poderia estar caindo no golpe, o que foi confirmado logo em seguida. 

Ao deixar o estabelecimento bancário, não avistou mais as golpistas. O caso foi denunciado no 1º Distrito Policial de Dourados e será investigado. 

Deixe seu comentário

Leia Também

SESC