PolíticaDados de candidatos para o segundo turno serão gravados nas urnas nos dias 17 e 18 de outubroO registro ocorrerá no Fórum Eleitoral por meio de pen drives
Da Redaçãosexta, 12 de outubro de 2018 - 11:29

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MS) divulgou no Diário da justiça Eleitoral as datas em que a geração das mídias nas urnas será realizada para o segundo turno das eleições 2018. Nos dias 17 e 18 de outubro, das 8h às 19h, no Fórum Eleitoral, os técnicos registrarão, por meio de pen-drives, os nomes dos candidatos a governador do Estado e vice-governador, presidente e vice-presidente da República. 

No mesmo horário e local, no dia 23 de outubro será realizado a geração das mídias reservas e que tenham apresentado falhas. 

Integrantes de partidos políticos, coligações, Ministério Público (MP) e Ordem dos Advogados (OAB) que quiserem acompanhar os trabalhos de geração de mídia estarão autorizados a participar com inscrições prévias feitas no TRE.

URNAS ESTRAGADAS

Após o fim das votações do dia 7 de outubro, de acordo com o TRE-MS, em Mato Grosso do Sul 117 urnas eletrônicas apresentaram algum tipo de problema.

Conforme o TRE/MS, das 117 urnas, 61 precisaram ser substituídas, sendo 18 em Campo Grande. O restante, totalizando 56 urnas, passaram por ajustes e não precisaram ser trocadas.

O número é menor do que na eleição de 2016, quando 45 urnas foram trocadas e um total de 103 urnas apresentaram problemas. Apesar dos números, vários eleitores usaram o problema nas urnas para apontar fraudes nas eleições. ?

URNAS

A urna é utilizada há 22 anos no Brasil e no dia 19 de setembro ocorreu o abastecimento dos dados dos candidatos nos 7.972 aparelhos que foram utilizados em Mato Grosso do Sul no primeiro turno.

Após o abastecimento, as urnas foram lacradas e os fiscais de seção não conseguiriam ligar o equipamento que estava programado para funcionar apenas às 7h do dia 7 de outubro.

Abastecimento é a última etapa antes da distribuição das urnas aos presidentes das 6.853 seções. As mídias foram inseridas com os dados dos candidatos e também dos eleitores. Em seguida as urnas foram distribuídas para o interior do Estado e na Capital também. Os aparelhos eletrônicos ficaram uma semana nas casas dos fiscais, aguardando o dia da eleição. 

Deixe seu comentário

Leia Também