Menu
Busca segunda, 18 de outubro de 2021
(67) 99647-9098
Gov 44 anos
Agronegócio

Cadastro Ambiental Rural será obrigatório a partir de janeiro

É a condição necessária para o produtor rural ter acesso as transações comerciais e bancárias

30 dezembro 2018 - 09h57Da Redação com Assessoria

A inscrição no Cadastro Ambiental Rural (CAR) passa a ser condição obrigatória a partir de 1º de janeiro de 2019 para que o produtor rural tenha acesso a transações comerciais e bancárias, como o acesso ao crédito rural e seguro agrícola.

A informação foi reiterada nessa quinta-feira (27) em comunicado divulgado pelo Ministério do Meio Ambiente – Serviço Florestal Brasileiro, lembrando que, “conforme previsto no art. 78 – A da Lei nº 12.651/2012, observa-se que o prazo de que trata o § 3º do art. 29 da Lei nº 12.651/2012, após 31 de dezembro de 2018 as instituições financeiras somente concederão crédito agrícola, em qualquer de suas modalidades, para proprietários de imóveis rurais que estejam inscritos no CAR”.

Ricardo Éboli, diretor-presidente do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), reforça que “o prazo para a inscrição de propriedades rurais no CAR termina em 31 de dezembro de 2018, mas o nosso sistema continuará funcionando e recebendo inscrições. Porém, conforme previsto na Resolução Semac nº 11, há uma penalidade de multa, que varia de 10 a 100 Uferms, de acordo com número de módulos fiscais da propriedade”.

O Ministério do Meio Ambiente informa também que “as inscrições no CAR realizadas a partir do dia 1º de janeiro de 2019 continuarão tendo acesso aos benefícios associados às áreas consolidadas, previstas no Capítulo XIII, referentes às Disposições Transitórias, da Lei nº 12.651/2012, não havendo portanto neste momento nenhuma alteração no funcionamento do sistema Sicar”.

No Imasul, a inscrição no Cadastro Ambiental Rural é uma condição exigida para que o produtor rural possa realizar uma série de procedimentos em sua propriedade. O cadastro pode ser feito no site, clicando no ícone Cadastro Ambiental Rural – CAR.

“Praticamente 90% da área passível de cadastramento em Mato Grosso do Sul já está devidamente inscrita no CAR”, lembra Jaime Verruck, secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar. Até o início de novembro deste ano já foram realizados 62.240 cadastros no CAR no Estado. Do total, 40.578 inscrições são de pequenas propriedades; 11.212 de médias e 10.336 de grandes propriedades. Juntas elas correspondem 31,36 milhões de hectares.

Programa de Regularização Ambiental

Em relação ao Programa de Regularização Ambiental (PRA), a adesão poderá ser feita até o final do próximo ano, 31 de dezembro de 2019. A prorrogação do prazo de adesão ao PRA, foi feita pela Medida Provisória n° 867, publicada nessa quinta-feira (27.12) no Diário Oficial da União.

Ao aderir ao PRA, os proprietários e possuidores rurais estabelecem um plano de recuperação para a adequação ambiental de seus imóveis e, enquanto o compromisso firmado estiver sendo cumprido, ficam isentos de sanções. O prazo máximo para conclusão da regularização ambiental é de 20 anos.

As regras para a recomposição das áreas a serem recuperadas são definidas pelos estados e Distrito Federal por meio de regulamentações especificas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Agronegócio
Criação de memorial para vítima da covid-19 tem a aprovação do Senado
Agronegócio
Ciência deve ser acessível a todos os países, diz ministra Tereza Cristina
Política
Vídeo: Tereza Cristina destaca inovação e tecnologia do agro brasileiro na Itália
Agronegócio
Em 11 anos, agro de MS injetou R$ 12 bilhões em áreas agrícolas
Agronegócio
Casos atípicos de "vaca louca" podem impactar exportações de carne do MS
Agronegócio
Tereza Cristina é a nova presidente da Junta Interamericana de Agricultura
Agronegócio
Marcelo Bertoni assume Famasul e ressalta "qualificação"
Agronegócio
Nero no Cerrado: arrendatário é multado em R$ 97 mil por incêndio em pastagem
Agronegócio
Governo de MS consolida normas para segurança de Barragens no estado
Agronegócio
Feira Segura do Senar gerou mais de R$ 40 mil para produtores rurais

Mais Lidas

Cidade
Naufrágio: Sobe para seis o número de corpos encontrados no rio Paraguai
Cidade
JD1 TV: O dia mais atribulado da história
Polícia
Vídeo: Assaltantes "levam bala" de vítima ao tentarem roubar carro
Cidade
"40% da cidade já foi recuperada", diz Marquinhos