Menu
Busca quarta, 22 de maio de 2019
(67) 99647-9098
Agronegócio

Costa Rica está entre os 100 maiores produtores do Brasil

O resultado é reflexo dos investimentos na produção de cana, soja, algodão e milho

13 janeiro 2019 - 08h01Da Redação com Assessoria

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) divulgou levantamento apontando que 12 municípios de Mato Grosso do Sul estão na lista dos 100 maiores produtores do agronegócio do Brasil. Costa Rica ocupa a 49ª posição nacional, com 13,95% de expansão no setor. Segundo o prefeito Waldeli dos Santos Rosa, o resultado é reflexo dos investimentos na produção de cana, soja, algodão e milho, que recebem incentivo do Poder Executivo Municipal. A pecuária também tem contribuição importante no desenvolvimento.

O Mapa usou em sua análise informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)) sobre Produto Interno Bruto (PIB) de mais de cinco mil municípios brasileiros. O levantamento mostra que esses 100 municípios respondem por 7,2% do PIB brasileiro e 27,5% do Valor Bruto da Produção (VBP).

Dentre os sul-mato-grossense, Maracaju é primeiro lugar, com 12,81% de crescimento a partir do cultivo de cana. Em seguida encontram-se: Rio Brilhante (24° lugar, com 22,18%); Ponta Porã (23° lugar e 11,21% de crescimento), Sidrolândia (27°, 10,62%), Dourados (28°, 6,06%), Costa Rica (49°, 13,95%), São Gabriel do Oeste (69°, 13,28%), Chapadão do Sul (77°, 3,75%), Nova Alvorada do Sul (82°, 25,61%); Caarapó (90°, 15,72%); Aral Moreira (95°, 8,75%); e Laguna Carapã (96°, 10,8%).

Waldeli disse que o crescimento da produção constarriquense foi consolidado quando a Atvos se instalou na região e, com apoio da Prefeitura Municipal, estimulou a plantação de cana em terras degradadas da pecuária. Concomitantemente, também cresceram outras culturas. “Esse levantamento é um dado importante e pode abrir portas para investidores que queiram matéria prima do nosso agronegócio”, explicou.

O prefeito disse que Costa Rica está preparada para receber novas empresas e que está disposta a dar incentivos a quem estiver interessado em desenvolver a economia local. “Estamos com as melhores condições para fazer incentivo, como doações de área, de infraestrutura, terraplanagem e tudo aquilo que for preciso para viabilizar o negócio”.

Ele destacou ainda que está sendo instalada uma esmagadora de grãos na região da fazenda Baús, a  qual a o município se comprometeu com a terraplanagem. Após abertura, a unidade deve gerar mais de 50 empregos diretos e otimizar a produção. “O legado que vamos deixar é de satisfação do dever cumprido como prefeito e como cidadão, com estabilidade econômica, infraestrutura de qualidade e capacidade de investimentos”.

Fac Feijoada 2019

Deixe seu Comentário

Leia Também

Agronegócio
Peste suína na China pode abrir mercado para MS
Agronegócio
Sindicato Rural colhe assinaturas de produtores insatisfeitos com o setor
Agronegócio
Confira a programação do Campo Grande Expo 2019
Agronegócio
Fórum de suinocultura debaterá mercado e sustentabilidade
Agronegócio
Em Dourados, Riedel diz que agronegócio tem que se ligar a modernidade
Agronegócio
Reinaldo participa da abertura oficial da 55ª Expoagro
Agronegócio
Brasil é o segundo maior exportador mundial de milho
Agronegócio
China autoriza importação de gordura de porco do Brasil
Agronegócio
Campo Grande Expo inova ao implantar um campo de demonstração na feira
Agronegócio
Mulheres terão um dia dedicado a elas durante a Campo Grande Expo

Mais Lidas

Polícia
Troca de tiros termina com homem morto e PM ferido
Educação
Estão abertas as Inscrições para o Encceja
Polícia
Guarda municipal responsável pelo transporte de arsenal é preso
Geral
Motociclista morre em acidente na BR-163