Menu
Busca segunda, 17 de junho de 2019
(67) 99647-9098
Agronegócio

Procura pressiona a cotação do boi gordo em todas as praças

24 dezembro 2018 - 08h00Da redação

No levantamento da última terça-feira (18/12), as valorizações da arroba do boi gordo ficaram por conta das praças pecuárias onde os frigoríficos não conseguiram alongar as escalas de abate e abastecer os estoques para o aumento do consumo esperado para a próxima semana.

Isso por conta da oferta controlada de boiadas dessas regiões. No Norte de Mato Grosso, por exemplo, a alta foi de R$ 1,00/@ na comparação dia a dia e as escalas de abate giram em torno de três dias. Em regiões onde as escalas de abate estão confortáveis, as indústrias aproveitaram para oferecer preços menores.

Em Dourados-MS, a queda foi de 0,7% frente ao último levantamento (17/12) e as escalas de abate atendem a primeira semana de janeiro. No mercado atacadista os preços ficaram estáveis e a margem de comercialização dos frigoríficos que desossam está em 22,2%, acima da média histórica.

 

Prefeitura prestação de contas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Agronegócio
Conab já projeta que MS deve ter maior safrinha de milho da história
Agronegócio
Longen parabeniza Tereza Cristina após China retomar importação da carne
Agronegócio
Agro MS: 38% das contratações são de pessoas com menos de 30 anos
Agronegócio
Reinaldo visa potencializar o escoamento da safra do MS
Agronegócio
Com queda da produção do leite em MS, evento discute recuperação
Agronegócio
Aprosoja/MS atualiza dados do milho safrinha na quinta-feira
Agronegócio
Tereza quer política agrícola definida, no Brasil
Agronegócio
Em agosto, o Megaleilão Nelore CFM venderá 1.000 touros Nelore CEIP
Agronegócio
Em Ponta Porã, Tereza Cristina destaca o agro nacional e estadual
Agronegócio
Peste suína na China pode abrir mercado para MS

Mais Lidas

Opinião
De dois erros não se faz um acerto
Polícia
Jovem é morta a tiros em Ponta Porã e corpo é encontrado em estrada
Geral
Após bater em rotatória, universitário capota veículo em Ponta Porã
Economia
Após Bolsonaro falar em demissão do presidente do BNDES, diretor renuncia