Menu
Busca segunda, 11 de novembro de 2019
(67) 99647-9098
Governo - Festival America do Sul
Brasil

Anatel pode provocar apagão de parabólicas, dizem redes de TV

13 julho 2011 - 09h46Arte Folhapress

Grandes redes de televisão afirmam que a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) pode provocar um apagão de 22 milhões de antenas parabólicas residenciais espalhadas pelo país.

A agência vai autorizar o uso das frequências de 3,4 a 3,6 gigahertz (GHz) para oferta de banda larga e de telefonia fixa e celular pela tecnologia de transmissão sem fio Wimax. As parabólicas usam a faixa de frequência contígua, de 3,62 GHz a 3,8 GHz.

A Globo e a Record testaram os equipamentos e constataram interferência na recepção dos canais de TV pelas antenas parabólicas e nas transmissões entre as chamadas cabeças de rede e suas afiliadas e retransmissoras.

Ontem, depois de duas rodadas de negociações com as empresas, a Anatel decidiu encomendar testes de campo antes de publicar o edital de venda das licenças.

Segundo o conselheiro da Anatel Jarbas Valente, se forem confirmadas as queixas das emissoras, o governo vai buscar uma solução técnica antes de iniciar a licitação, que deve ocorrer neste ano.

Athus Ingles

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Deputados analisam PEC da prisão em 2ª instância
Brasil
Suspeito por ter chutado cozinheira, porta-voz do MBL é detido
Brasil
Reprodução de tartarugas é ameaçada por óleo
Brasil
Brasil pode ser aliado de peso da Coreia do Sul, diz ex-embaixador
Brasil
Mega acumula em R$ 6,5 milhões
Brasil
Bolsonaro afirma que não responderá a "canalha" e "presidiário"
Brasil
Fragmentos de óleo chegam ao Sudeste
Brasil
Lula chega a São Paulo para evento metalúrgico
Brasil
Jovem que foi encontrado morto deixou carta de despedida no Facebook
Brasil
Juiz manda soltar Lula

Mais Lidas

Polícia
Advogado é suspeito de roubo em restaurante da capital
Polícia
Pistoleiros matam pai e tio e deixam bebê baleado
Polícia
Assaltantes são presos após reação de vítima e perseguição
Polícia
Homem é alvejado dentro de casa a suspeito está foragido