Menu
Busca terça, 26 de outubro de 2021
(67) 99647-9098
Gov 44 anos
Brasil

Após cancelamentos constantes, Uber excluí motoristas; Veja a situação na Capital

Alta dos combustíveis teria afetado os lucros dos motoristas por aplicativos

25 setembro 2021 - 14h42Camila Farias - Com informações do G1

A Associação dos Motoristas de Aplicativos de São Paulo (Amasp), acusa Uber de excluir mais de 15 mil motoristas da plataforma por excesso de cancelamentos. De acordo com o G1, seria o equivalente a 1% de toda a base de motoristas do país, segundo a associação.

Por conta da alta nos preços do combustível, os motoristas passaram a selecionar as viagens, pois do gasto diário de um motorista a gasolina representa 50% e o combustível subiu cerca de 39,05% no último mês.

O presidente da Amasp, afirma que a exclusão deixou os motoristas em situação complicada e afirma que já foi procurado por quase 1 mil motoristas que foram retirados da plataforma.

Nos termos de uso da plataforma, não há proibição à prática do cancelamento”, diz Eduardo Lima de Souza, presidente da Amasp.

O motorista Francisco Peixoto, de 33 anos disse que costumava cancelar corridas em locais de risco, mas que nunca foi notificado que estaria infringindo alguma regra do aplicativo.

“Se eu tivesse recebido uma mensagem antes, teria parado de cancelar porque dependo disso para sustentar minha filha de 5 meses. A gente não teve uma chance de defesa”, diz Peixoto.

Nota da Uber

A empresa afirma que não excluíram essa quantidade de servidores e sim uma minoria, cerca de 0,16% do total, apresenta comportamentos que prejudicam intencionalmente o funcionamento da plataforma e atrapalham outros motoristas e usuários que apenas desejam gerar renda ou se deslocar.

Motoristas parceiros são profissionais independentes e, assim como os usuários, podem cancelar viagens quando julgarem necessário. Cancelamentos excessivos ou para fins de fraude, porém, representam abuso do recurso e configuram mau uso da plataforma, pois atrapalham o seu funcionamento e prejudicam intencionalmente a experiência dos demais usuários e motoristas.

Situação em Campo Grande

A reportagem do JD1 Notícias entrou em contato com o Presidente do Sindicato dos Motoristas de Mobilidade Urbana (Sindimob/MS), Diego Raulino que informou não ter conhecimento dessa situação na cidade.

“Cheguei a ouvir comentários sobre cancelamento, sobre boqueio de contas pelos cancelamentos, mas em Campo Grande por enquanto ainda não. Os sistemas são diferentes em alguns estados”, finaliza Diego.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Bolsonaro sanciona mudanças na Lei de Improbidade Administrativa
Brasil
Brasil cria 313,9 mil vagas com carteira assinada em setembro
Brasil
Caso Henry: novo vídeo mostra mãe e padrasto com a criança no elevador
Brasil
Criança de 2 anos é atacada por Pitbull
Brasil
JD1TV: Durante briga no trânsito, motorista surta e quebra carro de mulher
Brasil
Prédio desaba, deixa um morto e três feridos
Brasil
Incor pede autorização à Anvisa para testes clínicos de vacina spray
Brasil
Suspensão de validade de concursos na pandemia é aprovada pela CCJ da Câmara
Brasil
A Receita Federal abriu hoje para verificação lote residual de Imposto de Renda
Brasil
Violência contra crianças: 86% dos casos são praticados por conhecidos

Mais Lidas

Internacional
Mulher mata marido a machadadas após o flagrar estuprando sua filha de 5 anos
Vídeos
JD1TV: Corna vai tirar satisfação com amante do marido e 'pau come' solto
Polícia
Em uma noite, polícia atende três ocorrência envolvendo suicídio
Geral
JD1TV: Funcionário do Carrefour de Campo Grande é humilhado por gerente