Menu
Busca quinta, 27 de junho de 2019
(67) 99647-9098
Brasil

Benefícios às mães aumentam produção

08 maio 2011 - 11h52Folhapress

Em algumas empresas, quem se torna mãe pode ter benefícios como trabalhar de casa, reduzir o horário do expediente, afastar-se em licença não remunerada, receber auxílio financeiro para babá ou utilizar berçários e creches da própria companhia.

A política de benefícios, porém, não pode ser vista como favor às funcionárias, afirmam especialistas.

Se, de um lado, as mulheres se sentem mais seguras com o filho próximo a elas, de outro, empresas ganham tanto em atração e retenção de funcionárias como em aumento de rendimento.

O berçário no qual as trabalhadoras da Bombril podem deixar seus filhos de até dez meses, por exemplo, é um atrativo para novas funcionárias, diz a gerente de recursos humanos da companhia, Márcia Mazzetto.

A analista de planejamento estratégico-financeiro Lucimara Ramirez, 35, tem deixado seu filho, Rafael, de cinco meses, no berçário da empresa durante o expediente.

"Ele é um bebê que ainda depende totalmente de mim. Depois de ficar quatro meses em casa cuidando dele, só voltei ao trabalho porque pude trazê-lo", diz Ramirez.

A analista afirma ter acelerado o ritmo de sua produção para poder permanecer mais tempo ao lado do filho, que visita cerca de quatro vezes durante o expediente.

"Quando ele chora mais do que o normal, as enfermeiras me chamam para ficar com ele", afirma.

Para a coordenadora do centro de carreiras da pós-graduação da ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing), Adriana Gomes, o crescimento profissional depende não apenas da competência das trabalhadoras mas também do suporte oferecido a elas pela empresa.

"Muitas vezes, a ascensão da carreira de uma executiva só acontece quando há espaço dentro da organização para conciliar os papéis de mãe e de profissional", analisa.

Para ela, os benefícios a gestantes e a mães de crianças pequenas são uma forma de combater o preconceito com a maternidade dentro das empresas.

180 dias de licença às mães

No setor público, União, 23 Estados e 152 municípios concedem 180 dias de licença-maternidade às suas servidoras. No setor privado, cerca de 10,5 mil grandes empresas oferecem o benefício -- 6,7% das 160 mil, segundo estimativa da SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria).

O ritmo de adesão ao benefício estendido na iniciativa privada é lento quando comparado aos órgãos públicos, segundo Valdenise Tuma Calil, da assessoria de licença-maternidade da SBP.

Para ela, contudo, é preciso considerar que o programa que permite a empresas estender a licença foi regulamentado em janeiro de 2010. Órgãos públicos podem ampliar a licença-maternidade desde setembro de 2008.

Atualmente, por lei, apenas as empresas enquadradas no sistema de lucro real podem aderir ao programa Empresa Cidadã _geralmente grandes corporações. A participação hoje é facultativa e garante às mães dois meses adicionais aos 120 dias de afastamento.

Há um projeto de lei que amplia esse tempo para 180 dias. A proposta, porém, aguarda votação na Câmara há seis meses, sem previsão para votação. Depois, segue para sanção presidencial.

Na Procter & Gamble, a licença de um semestre acaba de ser adotada, e a diretora de marketing, Danielle Panissa, 32, que está no sétimo mês de gestação, pretende usufruir do tempo a mais.

Panissa está na empresa há nove anos e sairá de licença pela segunda vez _sua filha mais velha tem dois anos.

Quando estava com um mês de gravidez, foi promovida. "Imaginei que esperariam eu voltar [da licença] antes de me promoverem."

Para ela, seis meses com o filho servirão para ter mais segurança em relação à independência do bebê quando tiver que voltar ao trabalho.

Ela diz que o marido, que é piloto, trocou de escala e ficará mais com a criança.

Com informações da Folha de São Paulo.

Assembleia para todos - junho-19

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Celso de Mello fala sobre drogas em avião da FAB
Brasil
Divulgação de áudios de autoridades é crime, diz Mourão
Brasil
Advogado “tem nojo” de juiz parcial, dispara Fábio Trad
Brasil
Mais de 1,5 mil apostadores levam o prêmio da Quina de São João
Brasil
Presidente volta atrás e revoga decreto de armas
Brasil
Bolsonaro viaja para o Japão nesta terça
Brasil
Vídeo - Idoso passa mal e morre após ganhar carro em bingo
Brasil
Bolsonaro quer vetar lista tríplice para agências reguladoras
Brasil
Governo quer privatizar 16 mil km de rodovias
Brasil
Flordelis presta depoimento sobre a morte do marido

Mais Lidas

Polícia
Vídeo – ex-policial é executado no estacionamento do Shopping China
Polícia
Pilar de concreto cai e mata criança deitada em rede
Cidade
Supermercado Real é autuado pela venda de produtos vencidos
Polícia
Homem é atendido com faca cravada no crânio em MS