Menu
Busca sábado, 23 de outubro de 2021
(67) 99647-9098
Gov 44 anos
Brasil

Brasil vai monitorar alimentos vindos do Japão

01 abril 2011 - 10h10
O Brasil vai monitorar a partir de segunda-feira (4) alimentos vindos do Japão, informa nota técnica conjunta da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), divulgada nesta quinta-feira (31). O objetivo das autoridades brasileiras é evitar que alimentos possivelmente contaminados por alto índice de radiação emitida pela usina nuclear de Fukushima, afetada pelo tsunami do dia 11 de março, entrem no país. De acordo com a nota, a importação de alimentos japoneses ao Brasil estará condicionada à apresentação de declaração das autoridades sanitárias do Japão de que os produtos não contêm níveis de radiação acima dos limites permitidos. A nota diz ainda que haverá monitoramento “aleatório” de alimentos japoneses que chegarem ao país. Produtos que apresentarem níveis de radiação acima dos limites permitidos pelo Codex Alimentarius (fórum internacional de normalização sobre alimentos) não serão disponibilizados ao mercado e serão devidamente descartados ou rechaçados ao Japão. A coleta de amostras será realizada pela Anvisa ou pelo Ministério da Agricultura, de acordo com as competências legais de cada órgão, e encaminhadas para análise ao Instituto de Radioproteção e Dosimetria (IRD) ou ao Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (Ipen) da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN). Voos A nota diz ainda que o governo brasileiro intensificará, também, a fiscalização de voos provenientes do Japão para garantir que viajantes não ingressem no Brasil portando alimentos provenientes daquele país. Avisos sonoros nas aeronaves e nas salas de espera dos aeroportos reforçarão a orientação aos passageiros. A exigência de declaração para importação de alimentos será implementada a partir de segunda-feira, após a publicação, no Diário Oficial da União, da Resolução da Anvisa que vai oficializar as decisões publicadas pela nota técnica. Segunda a nota, as medidas de controle anunciadas têm caráter preventivo. Volume de alimentos O volume de alimentos importados do Japão é reduzido e não há registro de importação deste tipo de produto ao Brasil após o acidente na central atômica de Fukushima, informa a nots. Segundo dados do Ministério da Agricultura, o país importou do Japão antes de 11 de março peixe seco não defumado, chá verde não fermentado, pimenta e outras especiarias, algas frescas, óleos de figado de peixe, bebidas, além de outros produtos não alimentícios. Austrália, Canadá, Cingapura, França, Nova Zelândia já adotaram medidas semelhantes. Dados Segundo a nota, em relação à concentração de elementos radioativos em alimentos, os dados divulgados pelas autoridades japonesas indicam que, de um total de 669 amostras de alimentos analisadas até quinta, 124 apresentaram níveis acima dos limites estabelecidos pelas autoridades japonesas para consumo humano. Amostras de leite e vários tipos de vegetais, carne, ovo e peixe de 13 cidades japonesas foram analisadas. Entre elas foram identificados níveis superiores aos limites aceitáveis em amostras de diferentes vegetais e leite de Chiba, Fukushima, Gunma, Ibaraki, Tochigi e Tóquio. Fonte: G1
Unica - primavera

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Incor pede autorização à Anvisa para testes clínicos de vacina spray
Brasil
Suspensão de validade de concursos na pandemia é aprovada pela CCJ da Câmara
Brasil
A Receita Federal abriu hoje para verificação lote residual de Imposto de Renda
Brasil
Violência contra crianças: 86% dos casos são praticados por conhecidos
Brasil
Paralisação dos caminhoneiros já resulta em falta de combustível em alguns postos
Brasil
Ministro do STF determina prisão e extradição de Allan dos Santos
Brasil
Vídeo: Homem se desespera ao ver que racha com os amigos acabou em morte
Brasil
Lei proíbe sacrifício de cães e gatos saudáveis por órgãos de zoonose
Brasil
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
Brasil
Morador de Anastácio é vítima de grave acidente em Minas Gerais

Mais Lidas

Clima
Áudio: Atenção - tabela do Inmet é real, não é fake
Clima
Vídeo: Força-tarefa está pronta para novo vendaval
Internacional
Alec Baldwin dispara com arma cenográfica e mata diretora de fotografia
Clima
Previsão de chuva com ventos assusta