Menu
Busca terça, 29 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
Brasil

Bulas atualizadas de remédios serão disponibilizadas na internet

26 abril 2013 - 12h47Divulgação/Anvisa

Já está disponível no site da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) o novo Bulário Eletrônico. Até o momento, já estão publicadas as bulas de mais de 600 medicamentos. As novas bulas serão publicadas assim que forem adequadas e atualizadas pelas empresas.

A expectativa é que a maioria das novas bulas de medicamentos seja disponibilizada para consulta eletrônica e na embalagem dos medicamentos ainda este ano.

Sistema eletrônico
O sistema permite que os laboratórios farmacêuticos notifiquem para a Agência, de forma automática, alterações nas bulas de medicamentos. Com isso, pedidos de alteração de bula, que aguardavam análise, são liberados imediatamente. Após a notificação, as alterações nas bulas serão disponibilizadas para a população, no Bulário Eletrônico, em 24 horas.

De acordo com o diretor-presidente da Anvisa, Dirceu Barbano, a utilização do novo sistema acelera o trâmite de questões que dispensam uma análise detalhada e permite à Agência concentrar esforços nos temas de maior importância, como o registro de novos medicamentos e genéricos. Ainda de acordo com Barbano, o foco do sistema abrange a desburocratização e otimização do trabalho da Anvisa.

Guia
As orientações para as empresas realizarem o procedimento de peticionamento eletrônico e disponibilizar suas bulas no Bulário estão dispostas no Guia de Submissão Eletrônica de Bulas. Novas orientações foram incluídas nesta 4ª versão, para torná-lo mais claro.

Medicamentos
Do momento em que são fabricados ou importados até chegar às mãos do consumidor, os remédios são submetidos a uma série de regras e fiscalizações. Nenhuma atividade do setor – seja o comércio varejista, a distribuição, a divulgação, a fabricação ou a importação – é realizada livremente no país sem o devido respeito à legislação da área.

Tamanha preocupação se explica pelo eventual risco à saúde pública em caso de falhas em qualquer parte do processo. A automedicação, uma prática considerada muito perigosa pelos especialistas, também é combatida com a adoção de determinadas exigências para a aquisição de medicamentos – como a necessidade de receituário médico e até a sua retenção pelas farmácias para determinadas drogas.

Via Portal Brasil

Rota do Pantanal

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Silvio Santos vira alvo de investigação por pergunta sobre sexo para criança
Brasil
Michelle Bolsonaro quer tirar do ar música “Micheque”, do Detonautas
Brasil
Após fala de Bolsonaro, dona de casa cobra na Justiça auxílio de 1 mil dólares
Brasil
Motorista morre ao sofrer descarga elétrica em fazenda
Brasil
Cenas fortes: Mulher morre depois de ser esfaqueada em praça pública
Brasil
Homem agride mulher por ter adesivo "S.O.S Pantanal" no carro
Brasil
Bolsonaro se recupera bem após cirurgia na bexiga nesta manhã
Brasil
VÍDEO: Mulher é agredida com pedrada na cabeça e arrastada pela calçada
Brasil
Justiça Eleitoral torna Crivella inelegível
Brasil
Recriação do Ministério das Comunicações segue para sansão de Bolsonaro

Mais Lidas

Polícia
Esposa corre atrás e esfaqueia marido durante uma briga por dinheiro
Brasil
Silvio Santos vira alvo de investigação por pergunta sobre sexo para criança
Geral
Nota MS Premiada terá o 8° sorteio de R$ 300 mil nesta quarta
Esportes
Grêmio, Inter e Athletico-PR podem se classificar hoje para às oitavas da Libertadores