Menu
Busca sábado, 16 de janeiro de 2021
(67) 99647-9098
Governo Futebol
Brasil

Caso Xuxa e aprovação de lei sobre pedofilia provocam crise em Joanna Maranhão

23 maio 2012 - 10h53Satiro Sodré / AGIF

Classificada para a Olimpíada de Londres, a nadadora Joanna Maranhão viveu horas intensas desde a última sexta-feira, quando uma lei que leva o seu nome foi aprovada, alterando o tratamento da Justiça a crimes sexuais contra menores de idade. Combinada com a explosiva entrevista da apresentadora Xuxa Meneghel ao Fantástico no domingo, com revelações sobre o mesmo tema, a notícia acabou impactando sobre a atleta do Flamengo.

Em fevereiro de 2008 Joanna Maranhão reuniu coragem para revelar em uma entrevista que havia sido abusada por um ex-treinador. A declaração acabou marcando uma retomada em sua carreira, com bons momentos nos últimos anos.

De acordo com o Flamengo, Joanna Maranhão passou por uma crise nervosa na última terça-feira em razão da lei e da repercussão do caso Xuxa, com o assédio que ambos os casos suscitaram em torno de seu nome. Assim, por recomendação médica, a atleta passará a evitar depoimentos públicos, informa o clube carioca.

A divisão de esportes olímpicos do clube do Rio de Janeiro diz que a atleta pernambucana trabalha com o foco nos Jogos de Londres, em que está classificada em três provas, e que evitará distrações a respeito da associação de seu nome à lei.

Na última sexta-feira, a lei federal que leva o nome da nadadora foi aprovada em Brasília, trazendo como novidades a alteração nas regras sobre a prescrição do crime de pedofilia e também estupro e atentado violento ao pudor praticados contra crianças e adolescentes.

A partir da Lei 12.650, a contagem de tempo para prescrição dos crimes sexuais contra menores de idade começa na data em que a vítima completar 18 anos, caso o Ministério Público não tenha aberto ação penal contra o agressor anteriormente [até então a prescrição era calculada a partir da acusação].

Domingo passado Xuxa relatou em entrevista que sofreu abusos sexuais de diferentes agressores até os 13 anos. As revelações da famosa apresentadora da Globo causaram repercussões em todo país e não passaram incólumes pela rotina de Joanna Maranhão.

A nadadora recebeu inúmeros telefonemas, de imprensa e amigos. Apesar do recolhimento público, a pernambucana usou sua conta no Twitter nos últimos dias para se manifestar a respeito do caso e sobre o assédio que ele gerou em sua vida.

"Infelizes essas pessoas que acham graça do depoimento da Xuxa ontem; não fazem do quão doloroso é por tudo aquilo pra fora", escreveu a atleta.

"Ontem o dia foi de stress e eu pensei em ligar e pedir pra mainha vir ficar comigo, telefone não parava de tocar depois da entrevista de Xuxa", acrescentou.

"Dia difícil que chegou ao fim e eu sobrevivi, porque a vida é muito linda pra não ser vivida ao extremo!", escreveu na noite de terça.

Senador quer Joanna e Xuxa para assinatura de lei
Em nota divulgada na última segunda-feira em seu website pessoal, o senador Magno Malta (PR-ES) manifestou o desejo de contar com Joanna Maranhão e Xuxa para o ato de assinatura da sanção da nova lei aprovada por unanimidade pelo Congresso Nacional, de autoria da CPI da Pedofilia, presidida pelo próprio político.

Magno Malta afirmou que pretende solicitar à presidente Dilma Rousseff um convite formal, tanto para a nadadora olímpica do Brasil como para a apresentadora da TV Globo.

Joanna Maranhão está classificada para a disputa dos 200 m e 400 m medley, além dos 200 m borboleta. Em sua terceira Olimpíada, a nadadora de 25 anos irá a Londres em seu melhor momento técnico. Suas maiores chances residem nos 400 m medley, prova em que foi finalista nos Jogos de Atenas em 2004.

Via Uol

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Vídeo: 'Menino Maluquinho' de 2 anos fica com panela presa na cabeça
Brasil
Nascidos em julho podem sacar auxílio emergencial a partir de hoje
Brasil
Covid: Cantor de Caneta Azul lança 'Vamos Vacinar’
Brasil
Filho precisou abrir cova para enterrar pai; coveiro foi encontrado bêbado
Brasil
Voo para buscar vacina contra Covid-19 na Índia é adiado em um dia
Brasil
Mesmo prometendo a Bolsonaro, Trump não visitou Brasil
Brasil
Vídeo: falta oxigênio em hospitais de Manaus para pacientes com Covid
Brasil
A partir de 1º de janeiro, aposentaria terá reajuste de 5,45%
Brasil
Despedida de Maguito terá velório drive-thru e cortejo em carro aberto
Brasil
Vídeo: Após aborto malsucedido, mãe sufoca bebê com sacola plástica até a morte

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio