Menu
Busca quarta, 27 de maio de 2020
(67) 99647-9098
TJ MS maio20
Brasil

Com novas regras, pré-sal renderá à MS R$ 252 milhões

As novas diretrizes para a partilha do leilão do pré-sal foram aprovadas na quarta-feira e repasse ao Estado aumentará em 36%

10 outubro 2019 - 14h36Mauro Silva, com informações da assessoria

Mato Grosso do Sul poderá receber R$ 252,8 milhões com a divisão dos recursos do pré-sal após leilão, marcado para 6 de novembro deste ano. De acordo com a senadora, Simone Tebet (MDB-MS), o valor é maior do que anunciado anteriormente devido as novas regras da partilha, aprovadas nesta quarta-feira (9) pela Câmara dos Deputados. O excedente é de R$ R$ 70 milhões, ou seja 36% a mais.

“Com as novas regras, o recurso subiu de R$ 185 milhões vai passar para R$ 252 milhões”, afirmou Simone.

O acordo que resultou na alteração do cálculo do repasse é uma forma de compensar os estados que têm perdas com a Lei Kandir. A cessão onerosa do pré-sal prevê uma partilha de R$ 21 bilhões aos estados e municípios de todo o Brasil. O montante total será de cerca de R$ 106 bilhões para dividir entre a Petrobras, União, Estados e Municípios.

Além deste valor, outros R$ 160 milhões serão distribuídos aos 79 municípios de Mato Grosso do Sul. Campo Grande, por exemplo, receberá cerca de R$  17 milhões, Dourados com R$ 8 milhões, Três Lagoas e Corumbá, R$ cerca de R$ 5 milhões para cada e, assim por diante, de acordo com o número de habitantes de cada município. O recurso deve ser usado em investimentos e para o fundo de previdência.

A mudança foi aprovada pela Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (09) e, segundo a Senadora Simone Tebet, será votada no Senado na próxima semana para já seguir para a sanção presidencial. “Feito o leilão em novembro, assina-se o contrato até o final do ano e no mais tardar até o final do ano, estados e municípios estarão recebendo esta bolada”, disse a Senadora.

O recurso poderá ser utilizado para pagar custos de obras paradas, em diferentes setores como saúde, segurança e infraestrutura. “Foi muito trabalhoso chegar a este acordo, em meio a discussão da reforma da previdência, mas houve este entendimento, que vai ajudar muito as finanças dos estados”, ponderou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Yudi perde avó para o coronavírus e lamenta nas redes sociais
Brasil
Aeronáutica confirma 195 casos de coronavírus em escola da FAB
Brasil
Bolsonaro cumprimenta apoiadores em ato em Brasília
O presidente e seus apoiadores estavam separados por uma grade
Brasil
Transporte aéreo de cargas cai mais que a metade durante pandemia
Brasil
AO VIVO – Reunião de Bolsonaro com governadores
Brasil
Vídeo: namorada atira em delegado e se mata
Brasil
Regina Duarte deixa a secretaria de Cultura
Brasil
Mandetta diz que números são muito preocupantes
Brasil
Brasil registra 1.179 mortes hoje e crise muda de patamar
Brasil
Pazuello nomeia nove militares para cargos no Ministério da Saúde

Mais Lidas

Geral
Com músicos infectados, Zezé e Luciano estão “livres” do coronavírus
Clima
Temperatura começa a subir e máxima é de 24ºC na capital
Polícia
Servidor federal é preso utilizando viatura para traficar maconha
Economia
Refis: contribuinte poderá negociar dívidas à distância