Menu
Busca sexta, 18 de outubro de 2019
(67) 99647-9098
Brasil

Com novas regras, pré-sal renderá à MS R$ 252 milhões

As novas diretrizes para a partilha do leilão do pré-sal foram aprovadas na quarta-feira e repasse ao Estado aumentará em 36%

10 outubro 2019 - 14h36Mauro Silva, com informações da assessoria

Mato Grosso do Sul poderá receber R$ 252,8 milhões com a divisão dos recursos do pré-sal após leilão, marcado para 6 de novembro deste ano. De acordo com a senadora, Simone Tebet (MDB-MS), o valor é maior do que anunciado anteriormente devido as novas regras da partilha, aprovadas nesta quarta-feira (9) pela Câmara dos Deputados. O excedente é de R$ R$ 70 milhões, ou seja 36% a mais.

“Com as novas regras, o recurso subiu de R$ 185 milhões vai passar para R$ 252 milhões”, afirmou Simone.

O acordo que resultou na alteração do cálculo do repasse é uma forma de compensar os estados que têm perdas com a Lei Kandir. A cessão onerosa do pré-sal prevê uma partilha de R$ 21 bilhões aos estados e municípios de todo o Brasil. O montante total será de cerca de R$ 106 bilhões para dividir entre a Petrobras, União, Estados e Municípios.

Além deste valor, outros R$ 160 milhões serão distribuídos aos 79 municípios de Mato Grosso do Sul. Campo Grande, por exemplo, receberá cerca de R$  17 milhões, Dourados com R$ 8 milhões, Três Lagoas e Corumbá, R$ cerca de R$ 5 milhões para cada e, assim por diante, de acordo com o número de habitantes de cada município. O recurso deve ser usado em investimentos e para o fundo de previdência.

A mudança foi aprovada pela Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (09) e, segundo a Senadora Simone Tebet, será votada no Senado na próxima semana para já seguir para a sanção presidencial. “Feito o leilão em novembro, assina-se o contrato até o final do ano e no mais tardar até o final do ano, estados e municípios estarão recebendo esta bolada”, disse a Senadora.

O recurso poderá ser utilizado para pagar custos de obras paradas, em diferentes setores como saúde, segurança e infraestrutura. “Foi muito trabalhoso chegar a este acordo, em meio a discussão da reforma da previdência, mas houve este entendimento, que vai ajudar muito as finanças dos estados”, ponderou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Vídeo - Câmeras mostram funcionário quebrando coluna de prédio antes de desabar
Brasil
Em seis anos, setembro tem a maior criação de empregos para o mês
Brasil
Maurício Sherman, um dos ícones da TV brasileira, morre aos 88 anos
Brasil
Aumentou para quatro número de mortos em desabamento de prédio em Fortaleza
Brasil
Força Nacional ficará mais 180 dias no combate ao desmatamento
Brasil
Vídeo - Com beijo, bandido "acalma" idosa durante assalto
Brasil
Decisão do STF sobre 2ª instância pode afetar 4,9 mil presos, diz CNJ
Brasil
Duas mortes confirmadas em desabamento de prédio
Brasil
Prefeito manifestou apoio e prometeu resposta clara sobre investigação de desabamento
Brasil
Jovem tira selfie sob os escombros do prédio que desabou em Fortaleza

Mais Lidas

Polícia
Assalto em aeroporto leva pânico a passageiros e deixa dois seguranças baleados
Geral
Condutora bate carro no muro do Detran em exame para tirar a CNH
Polícia
Briga em bar termina com dois homens esfaqueados
Esportes
Vascaínos são espancados por flamenguistas em posto