Menu
Busca domingo, 21 de abril de 2019
(67) 99647-9098
Brasil

Condenada por torturar criança, procuradora é presa no Rio

17 janeiro 2019 - 12h38Da redação com Uol Notícias

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu na manhã desta quinta-feira (17) a procuradora de Justiça aposentada Vera Lúcia de Sant'anna Gomes. Condenada por espancar uma criança de dois anos que pretendia adotar, em 2010, ela era considerada foragida há quase três anos. 

De acordo com a Uol Notícias, uma reportagem da "Globonews" de quarta-feira (16) mostrou que Vera Lúcia estava em sua residência, um apartamento em Ipanema, na zona sul carioca. Agentes da Polícia Civil foram até o endereço na manhã desta quinta e a procuradora aposentada foi encaminhada à Cidade da Polícia, na zona norte do Rio. 

Vera Lúcia havia sido condenada, ainda em 2010, a oito anos e dois meses de prisão em regime fechado. Posteriormente, a pena foi reduzida para cinco anos e cinco meses de prisão, em regime semiaberto. A procuradora aposentada chegou a ganhar um habeas corpus, mas, em 2016, após esgotados todos os recursos, deveria ter começado a cumprir a pena. Desde então, era considerada foragida. 

A reportagem não conseguiu contato com a defesa da acusada. 

Relembre o caso

O caso teve grande repercussão à época. Além de ter sido denunciada por espancar a menina de dois anos, Vera Lúcia também xingava a criança que pretendia adotar -ela tinha a guarda provisória da menor. 

Áudios divulgados comprovavam que a procuradora se referia à criança, aos gritos, com palavras como "cachorrinha". Depois de receber a denúncia por maus-tratos, o Conselho Tutelar retirou a menina do apartamento de Vera Lúcia em maio de 2010.

pmcg - prestação de contas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Bolsonaro diz que invasão de terra tem que ser tipificada como terrorismo
Brasil
Recadastramento de clientes de celulares pré-pagos começa nesta quinta
Brasil
Moraes revoga decisão que censurou reportagens
Brasil
Avianca vai devolver oito aeronaves depois da Páscoa
Brasil
Bolsonaro exonera general corumbaense, da secretaria de Esportes
Brasil
Mulher é presa seis anos após matar o ex-namorado
Brasil
Mega acumula e pode pagar R$ 60 mi, no sábado
Brasil
Revista Time coloca Bolsonaro entre os "100 mais influentes do mundo"
Brasil
Fachin quer manifestação de Moraes sobre inquérito de fake news
Brasil
Vale vai retomar atividades na Mina de Brucutu

Mais Lidas

Polícia
Homem tem mãos decepadas, na fronteira
Polícia
Ex-radialista é morta com 24 facadas pelo sobrinho
Geral
Meningite mata jornalista conhecido em MS
Polícia
De "braços abertos", indígena é atropelada em rodovia