Menu
Busca domingo, 13 de junho de 2021
(67) 99647-9098
FIEMS - julho21
Brasil

Copacabana Palace é comprado por Louis Vuitton

O valor da venda do hotel foi U$ 3,2 bilhões de dólares; negócio ainda precisa da aprovação de acionistas e agências reguladoras

15 dezembro 2018 - 14h59Da Redação com Diariodorio

Um dos mais importantes hotéis do Rio de Janeiro, o Copacabana Palace foi vendido para Bernard Arnault que é controlador da LVMH que possui marcas de alto luxo como a Louis Vuitton, Veuve Clicquot, Moët & Chandon e Fendi.

O valor da venda do Copacabana Palace foi U$ 3,2 bilhões e é esperado que o acordo seja finalizado no primeiro semestre de 2019. Ainda tem de passar pela aprovação de acionistas e agências reguladoras.

Enquanto os investidores brasileiros fogem do mercado imobiliário, os estrangeiros estão investindo pesado, pois sabem que o futuro do Rio é ainda mais brilhante como polo turístico.

No Brasil a Rede Belmond também é proprietária do belíssimo Belmond Hotel das Cataratas, em Foz de Iguaçu.

Genetica 1

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Butantan se prepara para iniciar pré-cadastros para testes da ButanVac
Brasil
Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 42 milhões
Brasil
Morre Marco Maciel, ex-vice-presidente de Fernando Henrique Cardoso
Brasil
Lojistas de Niterói querem retirar homenagem ao ator Paulo Gustavo
Brasil
Bolsonaro pede parecer para desobrigar uso de máscara por vacinados
Brasil
Justiça do Trabalho organiza 'twitaço' contra exploração de crianças
Brasil
Vídeo: Mulher traída várias vezes volta com o ex após declaração em público
Brasil
Bebê de 2 meses é deixado como ‘garantia’ em boca de fumo
Brasil
Vale é condenada a pagar R$ 1 milhão por cada trabalhador morto em Brumadinho
Brasil
Conselho de Ética aprova perda de mandato da deputada Flordelis

Mais Lidas

Geral
Ex-chiquitita ganha Porsche no 1º Dia dos Namorados
Geral
Vídeo: cadeiradas e vassouradas rolam soltas em 'quebra pau' no MC Donald's
Internacional
Em 40 segundos, pescador é engolido e cuspido vivo por baleia jubarte
Geral
Sérgio Murilo deve deixar secretaria