Menu
Busca sábado, 12 de junho de 2021
(67) 99647-9098
TJMS - Junho21
Brasil

Covid-19: Mais de 1,2 mil municípios ficaram sem vacina nesta semana

Em 1.758 municípios (57,6%) não houve falta de imunizante

14 maio 2021 - 17h32Sarah Chaves com informações da Agência Brasil

Nesta semana, 1.270 cidades brasileiras ficaram sem vacina contra a covid-19, informa a com nova edição de pesquisa da Confederação Nacional dos Municípios (CNM). O número corresponde a 41,6% de 3.051 prefeituras consultadas. Em 1.758 municípios (57,6%) não houve falta de imunizante.

Conforme a sondagem, 1.142 municípios informaram não ter recebido a segunda dose da vacina contra a covid-19 para aplicação na população, o que representa 89,9% dos que afirmaram ter passado pela ausência de imunizantes.

Desse total, 1.112 prefeituras ficaram sem a segunda dose da CoronaVac e 90 sem a segunda dose da Oxford/AstraZeneca. Na semana passada, 1.305 municípios relataram o problema da ausência de segunda dose e 322 informaram ter ficado sem a primeira.

Nesta edição, a CNM incluiu uma nova pergunta sobre a resistência de pessoas à vacinação. Entre as pouco mais de 3 mil prefeituras, 957 relataram essa tendência, ou 31,4% da amostra, enquanto 2.079  não mencionaram esse tipo de atitude, ou 68,1%.

Entre as localidades onde foi constatada resistência à imunização, 63,4% relataram maior dificuldade com o imunizante da Oxford/AstraZeneca e 33,5% com a CoronaVac.

Do total de prefeituras ouvidas, 1.846 relataram ter iniciado a vacinação de gestantes e puérperas, o correspondente a 60,5%; e 1.185, ou 38,8%, ainda não começaram a imunizar esse segmento. Em relação a pessoas com comorbidades, 2.533 (83%) já começaram a imunização neste público e 504 (16,5%) ainda não deram início ao processo.

Insumos e oxigênio

A possibilidade de desabastecimento de medicamentos do chamado kit intubação foi apontada por 559 cidades, o equivalente a 18,3% das consultadas. No levantamento anterior, o índice estava igual. O nome é dado a remédios para uso de suporte ventilatório de pacientes com covid-19, como anestésicos e neurobloquedores.

A possibilidade de ficar sem oxigênio para o atendimento aos pacientes com covid-19 foi manifestada por 225 prefeituras, o correspondente a 7,4% das entrevistadas, e 2.738 disseram não estar com essa preocupação (89,2% do total). Na edição anterior, o número de cidades com problema de abastecimento de oxigênio havia sido 208.

Medidas de restrição

Entre as prefeituras que participaram da sondagem, 2.050 (67,2%) informaram ter adotado alguma forma de fechamento ou restrição de horário das atividades não essenciais, e 987 (32,4%) disseram não ter lançado mão desse recurso durante a pandemia.  

Genetica 1

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Mega-Sena sorteia hoje prêmio de R$ 42 milhões
Brasil
Morre Marco Maciel, ex-vice-presidente de Fernando Henrique Cardoso
Brasil
Lojistas de Niterói querem retirar homenagem ao ator Paulo Gustavo
Brasil
Bolsonaro pede parecer para desobrigar uso de máscara por vacinados
Brasil
Justiça do Trabalho organiza 'twitaço' contra exploração de crianças
Brasil
Vídeo: Mulher traída várias vezes volta com o ex após declaração em público
Brasil
Bebê de 2 meses é deixado como ‘garantia’ em boca de fumo
Brasil
Vale é condenada a pagar R$ 1 milhão por cada trabalhador morto em Brumadinho
Brasil
Conselho de Ética aprova perda de mandato da deputada Flordelis
Brasil
Pix terá mecanismo especial de devolução em caso de fraude

Mais Lidas

Saúde
Adolescentes com 12 anos podem ser vacinados com Pfizer
Polícia
Homem sem identificação é encontrado morto em construção no Jardim Samambaia
Política
Grampo em Arroyo facilitou "explosão" no Tribunal de Contas
Geral
Ponte desaba na fronteira, mata duas pessoas e deixa uma desaparecida