Menu
Busca terça, 14 de julho de 2020
(67) 99647-9098
Governo dengue 03 - tarde demais
Brasil

Dia Mundial do Braille é comemorado hoje

04 janeiro 2012 - 12h04Wille Zampieri

Hoje (04) é comemora-se o Dia Mundial do Braille, que é o sistema de escrita e leitura das pessoas cegas. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no Brasil existem mais de seis milhões (6.585.308) de pessoas com deficiência visual. Desse total, mais de 582 mil possuem cegueira e aproximadamente seis milhões de cidadãos possuem baixa visão. O número representa 3,5% da população brasileira, o que significa que a deficiência visual é aquela com maior incidência no país.

A data serve como importante canal para discussão sobre os recursos oferecidos aos cegos do nosso país e as necessidades deles.

Foi graças ao francês Louis Braille, nascido em 4 de janeiro de 1809, que as pessoas cegas puderam beneficiar-se da escrita e da leitura, o que, além de permitir o acesso ao conhecimento, permite a inclusão na sociedade e a cidadania a milhões de brasileiros.

Atualmente, o Sistema Braille está presente em muitos lugares e objetos, como: embalagens de medicamentos, cosméticos, alimentos ou até cardápios, mas ainda geram uma série de dúvidas sobre como realmente a pessoa cega lê.

Entenda o Sistema Braille

Baseado na combinação de seis pontos dispostos em duas colunas e três linhas, o Sistema Braille permite a formação de 63 caracteres diferentes, que representam as letras do alfabeto, os números, a simbologia científica, musicográfica, fonética e informática.

Esse sistema adapta-se perfeitamente à leitura tátil, pois os seis pontos em relevo podem ser percebidos pela parte mais sensível do dedo com apenas um toque.

O Braille no Brasil

O Sistema Braille chegou ao Brasil em 1850 pelas mãos do jovem cego José Álvares de Azevedo. Mas somente a partir da década de 1940, com a criação da Fundação para o Livro do Cego No Brasil (hoje, Fundação Dorina Nowill para Cegos) que a produção de livros nesse formato ganhou força.

Nos últimos 60 anos, no Brasil, é difícil encontrar uma pessoa cega alfabetizada que não tenha tido em suas mãos pelo menos um livro em ‘braille’ produzido pela Fundação Dorina.

Um dos maiores meios de comunicação braille do mundo em capacidade produtiva, a Fundação Dorina produziu, em 2011, mais de 270 novos títulos em Braille. Isso totalizou cerca de 90 mil exemplares distribuídos para 2.000 organizações e para as 5.000 bibliotecas públicas municipais do país.

 

Vacinne

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Luan Santana demite banda
Brasil
Justiça determina pagamento de Indenizações a novos atingidos por rompimento em Mariana
Brasil
“Não atingi a honra das Forças Armadas”, diz Gilmar Mendes
Brasil
“Bêbada de Curitiba” morre após luta contra o câncer
Brasil
Famoso por velar a mãe sozinho, José morre queimado
Brasil
Vídeo: ventania causa destruição em São Luiz
Brasil
Vídeo: empresário morre após cair de parapente
Brasil
Adolescente encontra dedo humano dentro de esfirra
Brasil
Estudante picado por naja no DF tem melhora no quadro de saúde
Brasil
Vídeo: a picada quase fatal, de naja em “play boy”

Mais Lidas

Polícia
“Encontraram o monstro”, diz primo de Carla sobre assassino
Polícia
Ex-patroa é denunciada por abandono de incapaz que resultou em morte
Saúde
MP solicita inspeção em frigoríficos no interior
Polícia
Comerciante foi morta porque reconheceu voz de ex-funcionário, diz investigação