Menu
Busca quarta, 20 de março de 2019
(67) 99647-9098
Brasil

Dilma defende ante Obama uma 'reforma fundamental' da ONU

19 março 2011 - 13h24
A presidente do Brasil, Dilma Rousseff, disse neste sábado (19), em Brasília, que acompanha com grande expectativa os "enormes esforços" do governo Obama para recuperar a economia do país. Sobre o Conselho de Segurança da ONU, Dilma disse que o que move o Brasil por uma vaga permanente no órgão não é um "interesse menor", mas a certeza de que um mundo mais multilateral trará mais paz e harmonia entre os povos. Ela lembrou que o Brasil tem compromisso com a paz, a democracia e o consenso. Dilma afirmou que o Brasil tem orgulho de viver em paz com seus dez vizinhos há mais de um século. A presidente afirmou que os dois países precisam combinar suas habilidades nos setores de pesquisa e educação, e citou como exemplo a exploração do pré-sal. Dilma disse que a visita de Obama a "enche de alegria" e está na tradição das boas relações entre EUA e Brasil. Ela citou o fato de os países terem eleito um afro-americano e uma mulher, mostrando que as duas democracias têm tradição em romper barreiras. Ela disse que, entre todos os chefes de estado americanos que visitam o Brasil, Obama é o que encontra o país em estado mais sólido. A presidente citou os avanços do país nos setores da economia e da ecologia e disse que eles permitiram a criação de empregos e que o país superasse a recente crise econômica. Ela afirmou que seu governo tem compromisso em continuar no caminho do crescimento, garantindo uma prosperidade de longo prazo. Dilma disse que a prioridade é investir em infraestrutura e em fontes de energia limpa. A presidente disse que o Brasil se esforça em sair de uma situação de anos de desenvolvimento, e por isso está aberto a parcerias comerciais. Dilma afirmou que vê o relacionamento entre os dois países com "muito otimismo" e que uma aliança entre os dois países é "uma construção comum", mas ela tem de ser uma construção "entre iguais", por mais que os dois países sejam diferentes. Fonte: G1

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
“Lava Toga”, vai ou não vai? Saiba detalhes
Brasil
Bolsonaro viaja ao Chile para se reunir com líderes da América do Sul
Brasil
"Tem falado bobagem", diz Malafaia sobre Eduardo Bolsonaro
Brasil
Suspeito de atentado em Suzano é apreendido novamente
Brasil
Bolsonaro e Trump se reúnem hoje na Casa Branca
Brasil
Governo deve dialogar com partidos para aprovar reforma, diz Alcolumbre
Brasil
Após massacre, escola planeja acolhimento de alunos
Brasil
EUA: Bolsonaro tem reuniões com ex-secretário do Tesouro e empresários
Brasil
Suspeito de massacre em Suzano é liberado após prestar depoimento
Brasil
Netflix aumenta preços de assinaturas

Mais Lidas

Polícia
Orgia em motel vira caso de polícia
Polícia
Imagens fortes - Mais um é executado em menos de 24 horas na fronteira
Polícia
Vídeo - Um morre e outro fica ferido em execução na fronteira
Polícia
Adolescente é estuprada por quatro homens em Aquidauana