Menu
Busca sexta, 24 de setembro de 2021
(67) 99647-9098
Gov - Estado que Cresce (set21)
Brasil

Dilma lança programa de combate ao câncer de mama e de colo do útero

22 março 2011 - 14h22
A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta terça-feira (22) que quer garantir a todas as mulheres as mesmas condições que ela teve no tratamento de câncer. "Eu quero que todas as mulheres do Brasil tenham acesso às mesmas coisas que eu tive", disse a presidente. "Sou beneficiária de uma prevenção. Eu tive um câncer, o câncer foi detectado no princípio e eu tive um processo de cura", afirmou. No início de 2009, a presidente descobriu que tinha um câncer no sistema linfático e se submeteu a um tratamento no Hospital Sírio-Libanês. Em setembro de 2009, a equipe médica responsável pelo tratamento confirmou que a ministra estava livre da doença. Dilma participou nesta terça do lançamento do Programa de Fortalecimento da Rede de Prevenção, Diagnóstico e Tratamento do Câncer de Colo do Útero e de Mama, no Teatro Amazonas, em Manaus (AM). "Esse programa é essencial para que a gente cumpra os objetivos que nos propusemos de atenção e de combate ao câncer", disse a presidente. O programa, que faz parte da Política Nacional de Atenção Oncológica, apresenta uma série de ações para o período 2011-2014, com investimentos previstos de aproximadamente R$ 4,5 bilhões nas áreas de controle do câncer de colo do útero e do câncer de mama, apliação e fortalecimento da rede oncológica e informação à população. De acordo com o Ministério da Saúde, o câncer de mama é o tipo de câncer que mais causa mortes entre a população feminina. Por isso, um dos objetivos do governo é garantir a ampliação do acesso aos exames de rastreamento do câncer de mama a todas as mulheres com idade entre 50 e 69 anos. Até 2014, o Programa Nacional de Controle do Câncer de Mama deve ampliar a cobertura de mamografia e aumentar a proporção de mulheres diagnosticadas com câncer que iniciam o tratamento em no máximo 60 dias. "Com o programa, queremos garantir que mais de 75% das mulheres em idade de risco tenham exames preventivos realizados", disse o ministro da Saúde, Alexandre Padilha. Prevenção O ministro afirmou que Dilma Rousseff determinou a criação de 20 centros especializados no diagnóstico e no tratamento da fase inicial do tumor no colo de útero nas regiões Norte e Nordeste. Ela determinou também que cada estado tenha um centro especializado no tratamento de câncer. Segundo Padilha, será montada uma força-tarefa para vistoriar o funcionamento de mamógrafos em todo o Brasil, pois muitos destes aparelhos não estão em funcionamento por falta de manutenção. Participaram do evento a mulher do vice-presidente Michel Temer, Marcela Temer; a ministra da Cultura, Ana de Hollanda; as atrizes Cássia Kiss, Elisa Lucinda e Zezé Mota; a ex-jogadora de basquete Hortência; as cantoras Daniela Mercury, Fafá de Belém e Maria Rita; e a apresentadora de TV Hebe Camargo. Fonte: G1 de Brasília
Unica - inverno

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Vídeo: Tarado é flagrado beijando menino de 11 anos e apanha no meio da rua
Brasil
Médico pediatra é assassinado dentro de clínica particular
Brasil
Homem mata pai com golpes de chave de fenda
Brasil
Sete estados e o DF estão sob alerta máximo por conta de baixa umidade do ar
Brasil
Jovem simula sequestro para conseguir R$ 700 e gastar com mulher e drogas
Brasil
Covid: Após contaminação de Queiroga, comitiva brasileira fará novos testes
Política
Nelsinho representa pauta ambiental do Brasil nos EUA
Brasil
Atriz Marina Miranda morre no Rio de Janeiro
Brasil
Covid-19: Brasil registra segundo menor número de casos e de mortes em 2021
Brasil
Homem coloca fogo em casa com ex-mulher e filhos dentro

Mais Lidas

Polícia
Vídeo: Corpo seminu encontrado em córrego no Santo Eugênio é de uma mulher
Geral
'Zé Calango' tem mal súbito e morre enquanto pilotava moto
Geral
Corpo é encontrado em córrego perto da rodoviária de Campo Grande
Polícia
Polícia flagra adolescentes de 13 e 17 fazendo programa sexual em bar