Menu
Busca quarta, 02 de dezembro de 2020
(67) 99647-9098
Sesi - Geração de Empregos
Brasil

Estados que sofrem com facções terão forças armadas nas eleições

Decisão do TSE é para garantir o livre exercício do voto

29 outubro 2020 - 13h52Joilson Francelino, com informações da Agência Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou, nesta quinta-feira (29), pedidos dos estados de Alagoas, Amazonas, Mato Grosso e Tocantins para que as Forças Armadas auxiliem as forças de segurança locais a garantir, em diferentes cidades, o primeiro turno das eleições municipais no dia 15 de novembro. A relação dos municípios que receberão os militares ainda não foi divulgada. 

Apresentados pelos respectivos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs), as solicitações de apoio das forças federais visam a “garantir o livre exercício do voto, bem como a normalidade da votação e da apuração dos resultados das eleições”.

Segundo o presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso, as localidades que receberão apoio federal para garantir que o processo eleitoral transcorra de forma ordeira e tranquila “apresentam histórico de conflitos em pleitos anteriores ou de conflitos entre facções criminosas, além de reduzido efetivo policial local e difícil acesso às algumas das localidades”.

“A meu ver, estão preenchidos os requisitos da resolução específica e estou deferindo os pedidos”, disse Barroso durante a sessão plenária desta manhã. De acordo com o ministro, os governadores de Alagoas (Renan Filho); Amazonas (Wilson Lima); Mato Grosso (Mauro Mendes) e do Tocantins (Mauro Carlesse) manifestaram-se favoravelmente ao envio das Forças Armadas.

Ao pedir ao TSE que autorize a presença de forças federais para garantir a segurança do processo eleitoral, cada TRE deve indicar as localidades onde a atuação militar se faz necessária, apontando fatos e circunstâncias que justifiquem o receio de perturbação das atividades. Com a aprovação dos pedidos, a decisão do TSE é encaminhada ao Ministério da Defesa, responsável pelas ações desenvolvidas pelas Forças Armadas.

Até a semana passada, seis estados tinham solicitado a presença da força federal: Acre, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pará, Piauí e Rio Grande do Norte. 

Nesta terça-feira (27), os ministros do TSE já haviam decidido, por unanimidade, acatar os pedidos de apoio para 348 localidades de sete estados: Acre (20 municípios); Amazonas (31 municípios); Maranhão (98 municípios); Mato Grosso (6 municípios); Pará (72 municípios); Rio Grande do Norte (114 municípios) e Tocantins (7 municípios). Entre as cidades que receberão forças federais estão duas capitais, Rio Branco (AC) e São Luís (MA).

Teia - Agronomia

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Tragédia! Árvore cai em carro e mata motorista
Brasil
Bolsonaro visita obras da segunda ponte entre Brasil e Paraguai nesta terça-feira
Brasil
Mulher é estuprada e morta na frente do marido
Brasil
Moro assume cargo em escritório que atua como administradora judicial da Odebrecht
Brasil
Paciente com quase 300 kg que aguardou cinco dias por vaga na UTI morre em Natal
Brasil
PF prende hacker portugues, suspeito de invadir sistema do TSE
Brasil
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 3 milhões neste sábado
Brasil
Boulos testa positivo pra covid-19 e debate do segundo turno é cancelado
Brasil
Vídeo: Pai carrega corpo de filho morto em canoa por falta de ponte na cidade
Brasil
Vídeo: Tromba d'água se forma em rio e viraliza na internet

Mais Lidas

Esportes
Participarão 17 atletas de MS no 15º Campeonato Brasileiro de Tênis de Mesa
Geral
Homem comete suicídio no Guanandi
Polícia
Menina é perseguida pelo “tarado da Strada” na região da Ernesto Geisel
Polícia
Dono de chácara deixa porcos sem água e comida e leva multa da PMA