Menu
Busca terça, 02 de junho de 2020
(67) 99647-9098
Brasil

Fiocruz registra momento em que coronavírus infecta célula

Imagens foram captadas em estudo sobre a replicação do vírus

08 abril 2020 - 17h36Flávio Veras, com informações da Agência Brasil

Pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) registraram, pela primeira vez no Brasil, o momento em que o novo coronavírus infecta uma célula. As imagens microscópicas foram captadas durante um estudo sobre a replicação viral do novo coronavírus (Sars-Cov-2 / nome científico da doença) em células manipuladas em laboratório.-

Segundo reportagem da Agência Brasil, a pesquisa realizada in vitro, utilizou vírus isolados a partir de amostras coletadas de nariz e garganta de um paciente infectado. Esses antígenos foram usados para infectar células amplamente empregadas em ensaios in vitro para testes de replicação viral, chamadas células de linhagem vero.

Pesquisadora do Laboratório de Morfologia e Morfogênese Viral do Instituto Oswaldo Cruz, Débora Vieira explicou que o projeto que chegou às imagens investiga o formato e o diâmetro da partícula viral, além de seu ciclo replicativo.

"Conseguimos verificar por análises de microscopia eletrônica todas as etapas da replicação do Sars-cov-2 em células. As imagens mostram o vírus entrando na célula e espalhando suas partículas no interior dela. Estudos que serão divulgados posteriormente vão mostrar também partículas infectivas captadas saindo da célula”, afirmou a pesquisadora.

Débora Vieira destaca que outra conclusão relevante da pesquisa é confirmar que o vírus pode se replicar em células de linhagem vero, que devido a isso poderão ser uma ferramenta na pesquisa em laboratório para vacinas e medicamentos.

"Nosso objetivo era verificar se essas células eram competentes para replicar o vírus, e constatamos que sim. Para testes de candidatos a vacinas e fármacos, precisamos de um sistema de cultura de células padronizado, não só para a produção de massa viral, mas para diferentes testes que são necessários", explicou.

Débora Vieira esteve ao lado dos pesquisadores Marcos Alexandre Silva, que também é do do Laboratório de Morfologia e Morfogênese Viral, e de Fernando Mota, Cristiana Garcia, Milene Miranda e Aline Matos, do Laboratório de Vírus Respiratórios e do Sarampo. Os dois laboratórios são do Instituto Oswaldo Cruz, da Fundação Oswaldo Cruz.


 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Mandetta quer mudar ou sair de "quarentena"
Brasil
Bolsonaro vai novamente a ato em seu favor e contra instituições
Brasil
Mega-Sena acumula e próximo sorteio deve pagar R$ 45 milhões
Brasil
Aprovação do Congresso é de 18% e a do Supremo, de 30%, diz Datafolha
Brasil
Último sorteio de maio da Mega Sena pagará R$ 38 milhões
Brasil
Weintraub fica calado em depoimento a PF
Brasil
Gilberto Dimenstein, jornalista e escritor, morre em SP aos 63 anos
Brasil
Witzel exonera chefe da Casa Civil e secretário de Fazenda
Brasil
Yudi perde avó para o coronavírus e lamenta nas redes sociais
Brasil
Aeronáutica confirma 195 casos de coronavírus em escola da FAB

Mais Lidas

Polícia
Família busca por homem que desapareceu no Rita Vieira
Brasil
Mandetta quer mudar ou sair de "quarentena"
Cidade
Grupo antifascista organiza protesto em Campo Grande
Geral
Mapa do Feminicídio é lançado nesta segunda e mostra dados alarmantes