Menu
Busca segunda, 19 de abril de 2021
(67) 99647-9098
TJMS abril21
Brasil

Futuro: Brasil deve ter carne feita em laboratório entre 2024 e 2025

A promessa é que o produto tenha sabor, textura e cheiro da proteína animal

04 março 2021 - 15h56Matheus Rondon, com informações CNN

Para tentar suprir a demanda por proteína de animal com menos impacto ambiental, a empresa BRF pretende colocar a disposição ao mercado brasileiro a chamada carne de laboratório. A tecnologia deve chegar ás prateleiras dos supermercados entre 2024 e 2025.  A promessa é que o produto tenha o mesmo sabor, textura e até o mesmo cheiro da proteína animal.

A proposta vem da empresa BRF, uma das maiores empresas do setor de alimentos do mundo, em parceria com a startup israelense Aleph Farm, que já desenvolveu a tecnologia necessária em outros países.

Como toda a carne é composta por células, a produção da carne cultivada tem início justamente com a coleta das células bovinas. Este processo é feito em animais saudáveis, sem trazer nenhum tipo de dor ou prejuízo a qualidade de vida deles. 

Depois, em laboratórios com condições controladas, estas células são cultivadas e nutridas até que cresçam e formem tecidos. São estes tecidos que, com um processo de regeneração, tornam possível chegar ao resultado de um bife, por exemplo - exatamente como o que já estamos acostumados a ver nos supermercados. 

O processo em laboratório também é mais rápido. Enquanto na indústria tradicional só é possível ter o produto final em aproximadamente três anos, no laboratório a carne estará pronta em menos de um mês.

“Existe uma demanda crescente por proteína, uma demanda da população, e nós não temos dúvidas que esse produto será extremamente competitivo, sustentável, para atender toda a demanda que virá num futuro próximo”, disse Lorival Luz, CEO Global da BRF, à CNN.

Hoje a tecnologia ainda é cara. O quilo desse tipo de carne chega a custar US$ 1 mil (cerca de R$ 5,5 mil), mas a expectativa é ter o produto disponível nas gôndolas dos supermercados brasileiros com um valor acessível.

Para que isso tudo isso seja possível, porém, ainda é preciso a aprovação do produto pelos órgãos reguladores brasileiros, mas as reuniões já estão acontecendo.

APP JD1_android

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
CPI da Pandemia terá primeira reunião após feriado de Tiradentes
Brasil
Defesa da mãe de Henry, diz que ela tem "outras informações" para depor
Brasil
Apresentador que ironizou "vacina chinesa", recebe dose de CoronaVac
Brasil
Nascidos em julho recebem hoje o auxílio emergencial
Brasil
Pesquisadores encontram metais tóxicos em peixes do Rio Doce em Mariana
Brasil
Mega-sena aculumada pode pagar hoje R$ 40 milhões
Brasil
Dá vontade né: Israel suspenderá uso de máscaras ao ar livre
Brasil
Pastor da Assembleia de Deus diz que vai orar pela morte de Paulo Gustavo
Brasil
Garota de programa é presa acusada de estuprar ex-namorado
Brasil
Orgia de Felipe e amigos em casa do Airbnb viraliza

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio