Menu
Busca quinta, 23 de setembro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS setembro21
Brasil

Governo autoriza reajuste de 6,31% nos preços dos medicamentos

04 abril 2013 - 11h02Reprodução/Agência Brasil

Resolução da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (Cmed) publicada hoje (04) no Diário Oficial da União autoriza reajuste de até 6,31% nos preços dos remédios. As alterações valem para três grupos de medicamentos, definidos de acordo com o nível de participação de genéricos.

Na categoria com maior participação, onde os genéricos representam 20% ou mais do faturamento, o reajuste autorizado pode chegar ao teto de 6,31%. Para remédios com faturamento de genéricos entre 15% e 20%, o reajuste autorizado é de até 4,51%. Já entre medicamentos com menor participação de genéricos (faturamento menor que 15%), a Cmed autorizou um reajuste até 2,7%.

No ano passado, o reajuste autorizado pelo governo para medicamentos vendidos em todo o país chegou a 5,85%.

Via Agência Brasil

Unica - inverno

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Médico pediatra é assassinado dentro de clínica particular
Brasil
Homem mata pai com golpes de chave de fenda
Brasil
Sete estados e o DF estão sob alerta máximo por conta de baixa umidade do ar
Brasil
Jovem simula sequestro para conseguir R$ 700 e gastar com mulher e drogas
Brasil
Covid: Após contaminação de Queiroga, comitiva brasileira fará novos testes
Política
Nelsinho representa pauta ambiental do Brasil nos EUA
Brasil
Atriz Marina Miranda morre no Rio de Janeiro
Brasil
Covid-19: Brasil registra segundo menor número de casos e de mortes em 2021
Brasil
Homem coloca fogo em casa com ex-mulher e filhos dentro
Vídeos
Vídeo: Ministro da saúde elogia Campo Grande

Mais Lidas

Geral
Vídeo: "Peixe de bosteiro", morador de rua engana população de Paranaíba
Polícia
Menino de 2 anos mata prima atropelada após dar partida em carro
Polícia
Funcionários da Energisa ficam sob mira de arma ao tentar podar árvores na Vila Olinda
Polícia
Operação “Dark Money” investiga desvio de R$ 23 milhões no esquema de corrupção em Maracaju