Menu
Busca sexta, 19 de abril de 2019
(67) 99647-9098
Brasil

Governo e Sanesul montam força tarefa para incluir municípios no PAC 2

13 julho 2011 - 09h27Divulgação

A Sanesul e o Governo do Estado estão realizando o cadastramento dos municípios do Estado na nova etapa do PAC 2, que vai beneficiar cidades com menos de 50 mil habitantes, o chamado grupo 3.

O cadastro abrange os setores de água e esgoto, foco da atuação da empresa no Estado. Desde o mês de junho, uma força tarefa, composta por cerca de 20 empregados da Sanesul, está levantando dados, preparando projetos e orçamentos, que serão entregues para a União, que vai realizar a seleção.

A boa novidade é que o Estado, graças à liderança da Sanesul no PAC 1, tem fortes chances de conseguir os recursos, segundo informou a assessoria de imprensa da empresa.

Desde o início do PAC, a execução das obras em Mato Grosso do Sul está acelerada e os resultados já são medidos nas maiores cidades (Corumbá, Ponta Porã, Dourados e Três Lagoas) que estão com obras concluídas ou em estágio bastante avançado. Os resultados já credenciaram a Sanesul e verbas da primeira etapa do PAC 2 foram garantidas para essas mesmas cidades. Agora, na nova etapa, a expectativa é conseguir incluir os municípios menores.

Ao todo, a Sanesul já cadastrou 54 municípios no setor de esgoto, solicitando cerca de R$ 500 milhões em investimentos. Na prática, esse cadastramento vai permitir que os recursos venham diretamente para o governo do Estado para aplicação nos municípios.

O foco principal é a implantação de redes de esgoto - onde ainda não há - e ampliação dos sistemas já existentes. Este número pode aumentar, pois o prazo para a entrega dos projetos termina na sexta-feira, 15 de julho. No setor de água, o objetivo é garantir recursos para a ampliação dos sistemas existentes, acompanhando o crescimento das cidades. A empresa deve cadastrar até 15 municípios.

Para garantir que os municípios tenham chance de conseguir recursos junto a União, a Sanesul está desde o início do ano trabalhando na expectativa do lançamento desta etapa do PAC 2. Em meados de junho, o trabalho se intensificou. Os técnicos da empresa têm passado dia e noite, finais de semana e feriados, organizando o cadastramento dos municípios.

Segundo a gerência de projetos da Sanesul, são feitos orçamentos dos materiais, plantas e descritivos dos sistemas para garantir que todos os requisitos sejam atendidos e entregues com os documentos necessários. "As exigências são grandes. Não tem como conseguir os recursos se não atendermos a todas elas e trabalhamos para isso", explica a gerente de projetos, Lourdes Tapparo.

"É política da empresa o planejamento para a aplicação e obtenção de recursos. Foi assim que garantimos os investimentos até agora", diz José Carlos Barbosa, informando ainda que, desde o início de sua gestão, a Sanesul já investiu R$ 7,2 milhões na elaboração de projetos para os municípios do Estado.

Com os projetos entregues ao grupo 3 do PAC 2, a Sanesul aguarda a seleção, que será feita em conjunto pelo Ministério do Planejamento, pelo Ministério das Cidades e pela Funasa (Fundação Nacional de Saúde). A lista de contemplados deve ser liberada até o dia 26 de agosto.

Para as prefeituras do Estado, a participação da Sanesul é de fundamental importância. A maioria delas ainda não tem corpo técnico especializado em saneamento para elaborar os projetos, como confirma o prefeito Willian Douglas, de Rio Verde.

"Para nós é fundamental, pois a gente não tem corpo técnico para fazer o projeto, muito menos em um prazo tão curto, pois o custo ficaria muito alto. Nós estamos na expectativa de aumentar substancialmente a cobertura das redes de esgoto na cidade de Rio Verde com a ajuda da Sanesul", explicou.

pmcg - prestação de contas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Recadastramento de clientes de celulares pré-pagos começa nesta quinta
Brasil
Moraes revoga decisão que censurou reportagens
Brasil
Avianca vai devolver oito aeronaves depois da Páscoa
Brasil
Bolsonaro exonera general corumbaense, da secretaria de Esportes
Brasil
Mulher é presa seis anos após matar o ex-namorado
Brasil
Mega acumula e pode pagar R$ 60 mi, no sábado
Brasil
Revista Time coloca Bolsonaro entre os "100 mais influentes do mundo"
Brasil
Fachin quer manifestação de Moraes sobre inquérito de fake news
Brasil
Vale vai retomar atividades na Mina de Brucutu
Brasil
CCJ votará reforma da Previdência depois da Páscoa

Mais Lidas

Polícia
Empresário e funcionário morrem eletrocutados durante trabalho
Justiça
Julgamento de juiz é adiado
Polícia
Motorista é encontrado morto com 14 facadas
Justiça
Ação penal contra Puccinelli é suspensa pelo TRF3