Menu
Busca sexta, 25 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
TJMS setembro20
Brasil

Matrículas em Universidades Federais dobraram nos últimos 10 anos no país

18 setembro 2013 - 12h17Via Portal Brasil
Os dados do Censo da Educação Superior 2012 foram apresentados nessa terça-feira (17) pelo Ministério da Educação. De acordo com a pesquisa, nos últimos 10 anos, as matrículas dobraram, passando de 3,5 para 7,0 milhões de alunos. No período 2011-2012, as matrículas cresceram 4,4%, sendo 7,0% na rede pública e 3,5% na rede privada. As instituições de ensino superior privadas têm uma participação de 73,0% no total de matrículas de graduação.

A rede pública superior de ensino cresceu 74% nos últimos 10 anos. Neste período, as matrículas na rede federal dobraram e, entre 2011-2012, cresceram 5,3% e já têm uma participação de 57,3% da rede pública, superando a marca de 1,08 milhão de matrículas.

Dentre os estados brasileiros, 6 têm mais alunos matriculados em instituições públicas do que em instituições privadas: Paraíba, Santa Catarina, Tocantins, Roraima, Pará e Acre. Em São Paulo há mais de 5 alunos na rede privada para cada aluno na rede pública.

Das 2.416 instituições de educação superior do Brasil, apenas 8% são Universidades e detêm mais de 54% dos alunos, são, portanto, grandes instituições. Por outro lado, as Faculdades têm uma participação superior a 84%, mas atendem pouco menos de 29% dos alunos.

Os 7.037.688 alunos matriculados em cursos de graduação no Brasil estão distribuídos em 31.866 cursos, oferecidos por 2.416 instituições — 304 públicas e 2.112 particulares. O total de estudantes que ingressaram no ensino superior em 2012 chegou a 2.747.089. O número de concluintes, a 1.050.413.

Ensino a distância e presencial
No período 2011-2012, as matrículas cresceram 3,1% nos cursos presenciais e 12,2% nos cursos a distância. Os cursos a distância já contam com uma participação superior a 15% na matrícula de graduação. Em 2012, mais de 63% dos alunos dos cursos presenciais de graduação estudavam à noite.

As redes privada e municipal têm participação muito semelhantes. A rede federal concentra 70% da oferta no turno diurno, enquanto a rede estadual está mais próxima do equilíbrio na distribuição dos alunos entre turnos.

Mais procurados
Analisando o porte dos cursos a partir da matrícula, dos ingressantes e dos concluintes, observa-se que cerca de 10 cursos concentram quase a metade da rede. São eles: Administração, Direito, Pedagogia, Ciências Contábeis, Enfermagem, Engenharia Civil, Serviço Social, Psicologia, Gestão de Pessoal/Recursos Humanos, Engenharia de Produção.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
VÍDEO: Mulher é agredida com pedrada na cabeça e arrastada pela calçada
Brasil
Justiça Eleitoral torna Crivella inelegível
Brasil
Recriação do Ministério das Comunicações segue para sansão de Bolsonaro
Brasil
Guedes diz que reforma deve ter tributos alternativos
Brasil
Federal apura desvios de mais de R$ 2 milhões no SUS
Brasil
Mudam as leis de trânsito, confira as alterações
Brasil
Elias Maluco é encontrado morto em presídio
Brasil
Vídeo: Assaltante é agredido pela população e sofre ferimentos na cabeça
Brasil
Vídeo: Casal de ladrões apanham de moradores durante tentativa de roubo
Brasil
PF e órgãos estaduais apuram causas de incêndios no Pantanal

Mais Lidas

Clima
Com onda de calor no MS, temperatura máxima deve chegar a 39°C
Oportunidade
Funtrab tem vagas para vendedor, garçom, pizzaiolo e outras na capital
Cidade
Parque das Nações deve reabrir dia 9 de outubro
Cidade
Procon suspende atividades de Auto Escola