Menu
Busca domingo, 18 de agosto de 2019
(67) 99647-9098
Brasil

"Não há urgência em ação contra posse de armas", diz Fux

O caso será analisado somente em 1º de fevereiro, quando a Corte retomará os trabalhos

18 janeiro 2019 - 16h54Da redação com informações da Agência Brasil

O vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, decidiu nesta sexta-feira (18) que não há urgência na ação protocolada pelo PCdoB contra o decreto do presidente Jair Bolsonaro que regulamentou o registro, a posse e a comercialização de armas de fogo no país.

Com a decisão, o caso será analisado pelo relator, ministro Celso de Mello, a partir de 1º de fevereiro, quando a Corte retomará os trabalhos depois do período de recesso. Fux está atuando como plantonista no STF, responsável pelas ações que chegam ao tribunal neste mês. 

"A análise dos autos revela que o caso não se enquadra à hipótese excepcional do regimento interno deste Supremo Tribunal Federal. Encaminhe-se o processo ao ministro relator", decidiu Fux. 

O decreto foi uma das principais promessas de campanha do presidente da República e flexibiliza as regras para a posse de arma de fogo no país. O texto já está em vigor. O decreto mudou algumas regras, como o prazo de renovação, que passou de cinco para dez anos. 

Entre as alegações de inconstitucionalidade, o PCdoB sustenta que o texto do decreto usurpou competência do Poder Legislativo e trouxe inovações que não estão previstas no Estatuto do Desarmamento (lei 10.826/2003).

Prefeitura - Niver CG

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Bolsonaro diz que Brasil vai vencer a crise econômica mundial
Brasil
Mega sorteia R$ 24 milhões neste sábado
Brasil
Governo debate propostas para diminuir violência contra mulheres
Brasil
Conselho manifesta preocupação com projeto de abuso de autoridade
Brasil
Presidente de associação diz que 'não cabe' a Bolsonaro trocar chefe da PF
Brasil
Vídeo – Carreta tomba e espalha pneus pela pista
Brasil
Secretário diz que liberdade econômica vai gerar 3,7 milhões de empregos em dez anos
Brasil
Número de homicídios caiu no país, aponta Ministério da Justiça
Brasil
Frota é expulso do PSL e pode ir para o DEM
Brasil
Walmart deixa o Brasil para virar Big

Mais Lidas

Política
PSDB tem três nomes para vice de Marquinhos
Geral
Mãe e filha de 5 anos que tiveram a casa queimada pedem doações
Cidade
AO VIVO – Emha sorteia 160 unidades habitacionais em Campo Grande
Polícia
BMW capota e bombeiros cortam teto para retirar vítimas