Menu
Busca segunda, 21 de setembro de 2020
(67) 99647-9098
Aguas - super banner
Brasil

Nova lei acaba com a prisão disciplinar para bombeiros e militares

Os estados e o Distrito Federal têm 12 meses para regulamentar seus novos regramentos

27 dezembro 2019 - 12h35Mauro Silva, com informações da Agência Senado

A lei que extingue a prisão disciplinar para policiais militares e bombeiros dos estados e do Distrito Federal foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (27). A nova norma foi sancionada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, sem vetos.

Conforme a nova lei, a privação de liberdade foi concebida para punir crimes graves e não para questões disciplinares.  Com essa sanção, os códigos de ética devem seguir princípios como dignidade da pessoa humana, legalidade, presunção de inocência, devido processo legal, contraditório, ampla defesa e vedação da medida disciplinar privativa de liberdade.

Os estados e o Distrito Federal têm 12 meses para regulamentar seus novos regramentos. 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
PF e órgãos estaduais apuram causas de incêndios no Pantanal
Brasil
Vídeo: Travesti "pega" short da amiga e acaba dando em briga
Brasil
Ostentação: participante de festa em barcos de luxo joga notas de R$ 50 no mar
Brasil
Vídeo: Homem é assassinado ao som de funk e tem olhos perfurados por galho
Brasil
Vídeo: travesti é chicoteada por gravar vídeo tomando cerveja
Brasil
Covid-19: Governo anuncia imposto zero para importação de vacinas
Brasil
AO VIVO - Posse do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello
Brasil
Adolescente acusada de matar a amiga será solta em menos de 24h após a internação
Brasil
Ao tentar defenter pitbull, adolescente é mordida e agredida por companheiro
Brasil
Rodrigo Maia testa positivo para o coronavírus

Mais Lidas

Geral
MS aumenta rigor e autuações contra queimadas já superam ano de 2019
Polícia
Queda de árvore queimada em rodovia causa acidente que deixa 12 mortos
Clima
Chuva foi pequena, mas ocorreu em 21 municípios de MS
Vídeos
AO VIVO: Acompanhe a 1ª Parada online da Cidadania e do Orgulho LGBTQIA+/MS