Menu
Busca sexta, 23 de abril de 2021
(67) 99647-9098
Governo Balada - topo - abril21
Brasil

Pesquisadores da Fiocruz sugerem lockdown nacional de duas semanas

Na segunda, o Brasil atingiu 13 milhões de casos e 333 mil brasileiros morreram de Covid-19

06 abril 2021 - 14h53Matheus Rondon

Pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) acreditam que apenas um lockdown nacional, com duração mínima de duas semanas, é capaz de conter o avanço da Covid-19 no Brasil. Os especialistas reiteraram que só medidas rígidas podem evitar que o mês de abril seja “ainda pior” que março, o mês mais fatal da pandemia até o momento, com 66.868 óbitos registrados. As informações são da CNN.

Até esta terça, o país aplicou ao menos 26 milhões de doses —dessas 20,3 milhões são referentes à primeira dose e 5,6 milhões, à segunda, necessária para ser considerado imunizado. Os números correspondem à 9,6% e 2,6% da população, respectivamente.  Na segunda, o Brasil atingiu a marca de 13 milhões de casos de Covid-19 e, até o momento, 333 mil brasileiros morreram por causa da doença.

Esse total representa quase o dobro da marca anterior, de julho de 2020, quando 32,9 mil pessoas perderam a vida para a doença. Dados da Associação Brasileira de Empresas do Setor Funerário (Abredif) apontam que a pandemia fez o país ultrapassar a marca de mil óbitos por dia em março e segue com tendência de alta. A entidade projetava que, sem a Covid-19, esse número só seria atingido em 20 anos, seguindo os padrões de crescimento e a expectativa de vida no país.

A pesquisadora e pneumologista Margareth Dalcolmo, da Fiocruz, alertou que o Brasil vai bater novos recordes de mortes e casos de Covid-19 em abril. A especialista alertou que somente um lockdown pode reverter essa tendência. “Só com uma restrição total na circulação das pessoas é que vamos conseguir interromper totalmente as infecções”, avaliou. 

A recomendação por um lockdown nacional já havia sido feita pela fundação no Boletim Observatório Covid-19 de 7 a 20 de março. Professor de Infectologia da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) e pesquisador da Fiocruz, Julio Croda também acredita que um cenário mais grave se aproxima nas próximas semanas. Ele disse, entretanto, que a gravidade da situação vai depender se “vamos manter as medidas restritivas ou não”.

Nesta segunda, o Brasil atingiu a marca de 13 milhões de casos de Covid-19 e, até o momento, 333 mil brasileiros morreram por causa da doença.

 

APP JD1_apple

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Covid: Médico diz que carga viral de internados está até 10 vezes mais alta
Brasil
Covid: Comprovante de vacinação poderá ser obrigatório em SP
Brasil
Namorado mata influenciadora digital e comete suicídio
Brasil
Feirão Serasa Limpa Nome oferece parcelas a partir de R$ 9,90
Brasil
Professores vão às ruas do DF por vacinas
Brasil
Com covid, mãe de Henry faz tomografia e tem 5% do pulmão comprometido
Brasil
Brahma apresenta em primeira mão novo álbum de Jorge e Mateus
Brasil
Pastor oferece R$ 10 para "calar a boca" e ter caso com adolescente
Brasil
Assombração? pessoa de branco "desaparece" em rua escura; assista
Brasil
Projeto que libera abertura de escolas na pandemia avança na Câmara

Mais Lidas

Polícia
Jacaré é capturado dando 'rolê' em cidade de MS
Internacional
Estados Unidos inicia vacinação contra a Covid-19 em Nova York
Polícia
Morador de rua tenta matar desafeto a pauladas no interior do Estado
Polícia
Briga por capacete acaba em tentativa de homicídio