Menu
Busca domingo, 24 de outubro de 2021
(67) 99647-9098
TJMS outubro21
Brasil

Prazo para declarar o Imposto de Renda termina hoje

30 abril 2013 - 10h14Reprodução

Os contribuintes brasileiros têm até as 23h59 desta terça-feira (30) para enviar a declaração do Imposto de Renda 2013. Até esta segunda-feira, 20,1 milhões de brasileiros já entregaram a declaração. A Receita espera receber mais de 26 milhões de declarações.

O sistema de entregas das declarações passou por profundas transformações desde seu início, em 1924. O modelo de formulário em papel reinou absoluto até o começo dos anos 90, quando os microcomputadores começaram a fazer parte do cotidiano dos brasileiros.

Lançado neste ano, o aplicativo “Pessoa Física” – que permite a entrega da declaração via tablets e smartphones – foi liberado para usuários dos sistemas iOS (iPhone e iPad).

Histórico
Em 1991, 67 anos após a criação do primeiro formulário, foi instituído o programa de preenchimento da Declaração de Rendimentos do Imposto de Renda por meio magnético (disquetes).

À época, a adesão de apenas 3% dos contribuintes à inovação se explica pelo fato da popularização dos computadores ainda estar no começo.

Só em 1996, quando o preenchimento por meio magnético já tinha se consolidado, a Receita lançou o programa Imposto de Renda da Pessoa Física - IRPF para o sistema operacional Windows e teve excelente receptividade.

No ano seguinte, a quantidade de declarações entregues em meio magnético ultrapassou a quantidade em formulário pela primeira vez na história. Também em 1997 nascia a entrega via internet, um divisor de águas no processo de entrega do Imposto de Renda.

Com a criação do programa Receitanet, o contribuinte preenchia e entregava a declaração sem a necessidade de se dirigir a um banco autorizado. Era possível fazer o download dos programas e ter a facilidade de preencher e enviar seu ajuste anual do Imposto de Renda sem sair de casa.

A Receita Federal, em 1999, disponibilizou mais duas opções para entrega das declarações simplificadas: por telefone e formulário online. Este último, disponível na página da Receita, era uma forma rápida de enviar os dados, sem necessidade da instalação do programa. Desde 2011, o formulário em papel não é mais utilizado para entrega de declarações.

Aplicativo
Na era dos tablets, o aplicativo “Pessoa Física” permite consultar, diretamente nas bases da Receita Federal, informações sobre a liberação das restituições das declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) e a situação cadastral de uma inscrição Cadastro de Pessoas Físicas (CPF). Há também informações importantes sobre o processo de restituição do IRPF e a possibilidade de avaliar a aplicação.

Outra inovação para os contribuintes que utilizam os aparelhos móveis é a possibilidade de simular o cálculo do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF), seja mensal ou anual. O aplicativo indica também qual a melhor opção para a declaração, se padrão ou simplificada, dependendo de cada situação.

Entre as novidades, há também uma versão resumida do “Perguntão IRPF2013”, disponível na página da Receita Federal. Nessa versão, podem ser feitas consultas por capítulo ou pesquisas por palavra-chave, além da opção de marcar como "favorita" alguma questão, formando uma base pessoal de informações de mais interesse.

Confira o passo a passo da declaração via aplicativo:
1) Para começar o preenchimento da declaração, o usuário deve clicar em "m-IRPF", preencher os campos do número do CPF e do código que aparecerá na página e aceitar os termos de uso do aplicativo.

2) Nesta tela, o contribuinte deve preencher os dados de identificação, como nome completo, endereço, data de nascimento e título eleitoral.

3)  Ao selecionar o ícone inferior esquerdo da tela, o usuário visualiza a barra de navegação, que dá acesso a todas as áreas de preenchimento da declaração.

4) O segundo ícone da esquerda para a direita (na barra de navegação) oferece a opção de adicionar as informações de dependentes e alimentandos. Se for o caso, o usuário deve clicar no botão “+” para adicioná-los.

5) Para inserir os dados de rendimentos, o contribuinte deve selecionar a opção do meio, na barra de navegação. O botão "+" leva o usuário às especificações dos tipos de rendimentos disponíveis.

6) No ícone de “Pagamentos” (4º da direita para a esquerda na barra de navegação) é possível inserir gastos dedutíveis do imposto de renda, como pagamentos a médicos.

7) O último ícone (da esquerda para a direita na barra de navegação) dá acesso a área de “Bens e Direitos”. O usuário deve selecionar o botão “+” para inserir as informações.

8) Após o preenchimento de todas as áreas, o contribuinte deve tocar na tecla “V”, localizada no centro da barra de navegação. Serão oferecidas as opções "desconto simplificado" e "deduções legais". Depois de conferir os dados, basta selecionar o botão “Transmitir”, que os dados serão enviados para a Receita Federal.

Via Portal Brasil

Unica - primavera

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Prédio desaba, deixa um morto e três feridos
Brasil
Incor pede autorização à Anvisa para testes clínicos de vacina spray
Brasil
Suspensão de validade de concursos na pandemia é aprovada pela CCJ da Câmara
Brasil
A Receita Federal abriu hoje para verificação lote residual de Imposto de Renda
Brasil
Violência contra crianças: 86% dos casos são praticados por conhecidos
Brasil
Paralisação dos caminhoneiros já resulta em falta de combustível em alguns postos
Brasil
Ministro do STF determina prisão e extradição de Allan dos Santos
Brasil
Vídeo: Homem se desespera ao ver que racha com os amigos acabou em morte
Brasil
Lei proíbe sacrifício de cães e gatos saudáveis por órgãos de zoonose
Brasil
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré

Mais Lidas

Vídeos
Tempestade atinge Bodoquena agora
Vídeos
Granizo em Dois Irmãos
Vídeos
Tempestade com granizo atinge Campo Grande agora
Vídeos
Vídeo: Fogo na fiação elétrica deixa funcionário da Energisa preso em uma 'chuva' de faísca