Menu
Busca quinta, 29 de outubro de 2020
(67) 99647-9098
Governo/Dengue
Brasil

Queda na produtividade deve elevar preço do álcool nos postos

14 junho 2011 - 10h15Arte Folha de São Paulo

A queda na produtividade de cana está influenciando negativamente o desempenho da safra atual. Para especialistas, isso deverá voltar a pressionar para cima o preço do álcool nas bombas.

Ontem, a Unica (União da Indústria de Cana-de-Açúcar) divulgou levantamento do Centro de Tecnologia Canavieira que apontou queda de 20,7% na produtividade da área de cana colhida até o final do mês passado, na comparação com o mesmo período da safra de 2010/11.

Os números divulgados pela Unica também confirmam que a qualidade da cana processada até agora está inferior em relação à safra anterior. Isso significa que a quantidade de álcool e açúcar obtidos no processo também está menor.

No caso da produtividade, segundo a Unica, três fatores pesaram para reduzir significativamente o rendimento.

São eles a colheita de canaviais envelhecidos, a falta de cana bisada (deixada no campo de uma safra para outra) e o atraso no desenvolvimento da planta por causa do clima.

Por causa da queda de produtividade, a Unica, com ajuda de sindicatos e de associações produtoras do centro-sul, iniciou um levantamento para detectar a quantidade de cana disponível para moagem nos próximos meses.

No início de julho, a Unica deve se posicionar em relação a uma possível revisão da projeção de produção _em março, projetou moagem de 568,5 milhões de toneladas na safra 2011/12.

Para o representante da Unica na região de Ribeirão, Sérgio Prado, é cedo para prever se haverá quebra de safra. "Ainda não dá para dimensionar."

No entanto, em maio a própria Unica já havia admitido a possibilidade de não atingir a produção projetada.

Na moagem até o fim de maio, cada tonelada de cana rendeu 116,3 kg de ATR (açúcar total recuperável), 3,7% a menos que os 120,8 kg obtidos no mesmo período da temporada passada e bem abaixo dos 140,8 kg da projeção para a safra atual.

Isso também influenciou negativamente o rendimento de açúcar e álcool por tonelada em 4%.

Para o professor de planejamento da USP Marcos Fava Neves, a queda na produtividade vai influenciar no preço do álcool nos postos.

"Não faz sentido o preço [do álcool] cair porque estamos com um cenário no qual não tem cana suficiente para todo o mercado potencial."

Na semana passada, pesquisa da Folha já apontara aumento de preço na bomba.

Com informações da Folha de São Paulo.

CertFica

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Jovem que estava desaparecido a 24 dias é encontrado com vida
Brasil
Vídeo: em caminhonete, empresário arrasta morador de rua até a morte
Brasil
Estados que sofrem com facções terão forças armadas nas eleições
Brasil
Lula perde sogra para o coronavírus
Brasil
Vídeo: Homem é pego 'transando' com égua e apanha da dona do animal
Brasil
Governo autoriza a importação de gás da Bolívia pela Petrobras
Brasil
Burro fica suspenso em carroça com excesso de tijolos como carga
Brasil
“Esse preto não vai entrar no meu condomínio”, hamburgueria expõe caso de racismo
Brasil
Vídeo: Incêndio atinge o Hospital Federal de Bonsucesso no RJ
Brasil
Paraquedista morre durante salto no interior de São Paulo

Mais Lidas

Política
"Ele fechou a mão duas vezes para me bater", diz candidata sobre Kemp
Polícia
'Benzedeira' faz extorsão e ameaça vítima de morte dizendo ser do PCC
Polícia
PRF intensifica fiscalização nas BR's de MS no feriadão de Finados
Economia
Dólar perde força ao longo do dia, mas fecha em alta novamente