Menu
Busca sábado, 24 de agosto de 2019
(67) 99647-9098
Brasil

Radioterapia do HU é reativada

09 janeiro 2012 - 16h31João Garrigó

Depois de ficar fechada por aproximadamente quatro anos, a radioterapia do Hospital Universitário (HU) de Campo Grande foi reativada. O serviço voltou a funcionar em 20 de dezembro, mas a curto passo. Por enquanto, são apenas dois pacientes.

De acordo com a assessoria de imprensa da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), a ampliação da demanda só vai acontecer a partir do próximo dia 23, quando uma física, que está de férias, retorna ao trabalho.

A suspensão do atendimento centralizou o tratamento no Hospital do Câncer, penalizando os pacientes na luta contra a doença. Conforme auditoria do TCU (Tribunal de Contas da União) sobre a política nacional de atenção oncológica na rede pública de saúde, Mato Grosso do Sul oferece um dos piores tratamentos do Brasil.

São atendidas 33,9% da demanda por radioterapia e 34,4% dos que precisam de cirurgias oncológica. Dentre os 26 Estados e o Distrito Federal, Mato Grosso do Sul fica à frente do Amapá, DF e Roraima. A realidade expressa pelos números é o oposto das orientações médica, de que quando mais rápido o diagnóstico e combate à doença, maiores as chances de cura.

Agonia
A demora para reativar a radioterapia no HU teve vários capítulos. Em 2010, o Estado e a UFMS firmaram contrato de R$ 217 mil para “imediato funcionamento” do setor. O recurso veio após o MPF (Ministério Público Federal) identificar mais de 170 pessoas aguardando para fazer o procedimento.

Muitos doentes buscavam como alternativa o Hospital de Barretos, em São Paulo, onde Mato Grosso do Sul figura como o terceiro Estado de origem dos pacientes tratados.

Com toda a demanda direcionada para o Hospital do Câncer, foram repassados recursos para a clínica particular Neorad.

De acordo com a assessoria de imprensa da prefeitura, por enquanto, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), que faz a regulação dos pacientes em Campo Grande, faz encaminhamentos apenas para o Hospital do Câncer. Ainda segundo a assessoria, a Neorad está em negociação com a Santa Casa para atender a demanda.

No último dia 30 de dezembro, a Santa Casa de Campo Grande recebeu do Ministério da Saúde a classificação de Unacon (Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia). O processo de credenciamento do hospital no Ministério da Saúde começou em abril de 2011.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Moro autoriza envio da Força Nacional para combater desmatamento
Brasil
Maia defende uso de fundo da Petrobras para combater queimadas
Brasil
Pequenos negócios criaram 95% das vagas em julho, diz Sebrae
Brasil
Bolsonaro diz que incêndios não podem gerar sanções ao Brasil
Brasil
Nova fase da Lava Jato investiga crimes que causaram prejuízos de R$ 6 bi
Brasil
Ibama vai contratar empresa para monitorar desmatamento
Brasil
Policial passa mal e morre no dia que soube que seria pai
Brasil
“Aumento de queimadas na Amazônia pode ser ação criminosa”, diz Bolsonaro
Brasil
Mega sorteia R$ 31 milhões nesta quarta
Brasil
Minha Casa, Minha Vida recebeu R$ 2,47 bilhões no primeiro semestre

Mais Lidas

Polícia
Polícia apresenta acusado de estupro e roubo no Jardim Carioca
Polícia
Família encontra jovem morto e suspeita é de suicídio
Polícia
Confusão em tabacaria da Moreninha termina em morte
Polícia
Rapaz é contatado por aplicativo para fazer corrida e desaparece