Menu
Busca quinta, 28 de maio de 2020
(67) 99647-9098
Brasil

Três militares do Corpo de Bombeiros morreram enquanto tentavam combater incêndio

Incêndio destruiu whiskeria no Rio de Janeiro

19 outubro 2019 - 12h46Vitória Ribeiro, com informações Agência Brasil

Três militares do Corpo de Bombeiros morreram na sexta-feira (18), por inalação de fumaça, em combate ao incêndio que destruiu a Whiskeria Quatro por Quatro, no Rio de Janeiro. 

Geraldo Ribeiro, Klérton de Araújo e José Pereira Neto, serão enterrados hoje. Eles foram internados em um hospital que pertence à corporação. Thiago Agostinho Dias também foi internado, porém recebeu alta. 

Dois bombeiros permanecem internados: o capitão David Mont’serrat da Cunha e o sargento Rafael Magalhães Alves. A corporação informou que um deles está em estado grave e o outro em observação, mas não forneceu mais detalhes.

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros do Rio, Roberto Robadei, disse que os soldados usavam equipamentos modernos, incluindo cilindros de oxigênio. Ele informou que as circunstâncias das mortes, causadas por inalação de fumaça, serão investigadas.

“É um momento muito triste para nós do Corpo de Bombeiros. Perdemos três companheiros e há três militares em observação. Nós nos solidarizamos com as famílias desses guerreiros, heróis, que tinham mais de dez anos de serviço, experientes”, lamentou Robadei.

De acordo com o comandante, a primeira avaliação era que se tratava de um incêndio simples, sem nenhuma complicação. “Estava sob controle e fomos surpreendidos. Era uma casa antiga, com muitas divisórias. Eles tiveram dificuldade em sair e foram surpreendidos pela fumaça. O problema foi inalação de fumaça”, explicou.

O coronel Robadei reafirmou que o Rio dispõe de excelentes equipamentos, em nível internacional. “Eles estavam com os melhores equipamentos e nós estamos instaurando uma sindicância para apurar o que aconteceu, para que não ser repita. Não teve desabamento nem explosão” acrescentou.

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro soltou nota de pesar diante das mortes. O órgão presta solidariedade aos colegas de corporação e aos parentes das vítimas, “que tiveram suas vidas ceifadas em pleno cumprimento do dever”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Yudi perde avó para o coronavírus e lamenta nas redes sociais
Brasil
Aeronáutica confirma 195 casos de coronavírus em escola da FAB
Brasil
Bolsonaro cumprimenta apoiadores em ato em Brasília
O presidente e seus apoiadores estavam separados por uma grade
Brasil
Transporte aéreo de cargas cai mais que a metade durante pandemia
Brasil
AO VIVO – Reunião de Bolsonaro com governadores
Brasil
Vídeo: namorada atira em delegado e se mata
Brasil
Regina Duarte deixa a secretaria de Cultura
Brasil
Mandetta diz que números são muito preocupantes
Brasil
Brasil registra 1.179 mortes hoje e crise muda de patamar
Brasil
Pazuello nomeia nove militares para cargos no Ministério da Saúde

Mais Lidas

Geral
Há um ano, tragédia que matou o campo-grandense Gabriel Diniz comovia o Brasil
Economia
Governo quer emprestar US$ 4,01 bilhões de bancos internacionais
Justiça
Ary Raghiant Neto será empossado Vice-Presidente do Conselho de Colégios da OAB do Mercosul
Política
“Não entendo o porquê a Energisa questiona a CPI se não existem irregularidades”, diz Orro