Menu
Busca domingo, 17 de fevereiro de 2019
(67) 99647-9098
PMCG Balanço super banner
Brasil

Vendas do Tesouro Direto batem recorde para meses de outubro

25 novembro 2018 - 07h45Da Redação com Assessoria

A venda de títulos públicos a pessoas físicas somou R$ 2,085 bilhões em outubro, informou hoje (23) o Tesouro Nacional. O valor vendido por meio do programa Tesouro Direto é recorde para meses de outubro e o maior registrado desde março de 2017 (R$ 2,648 bilhões), quando as vendas tinham atingido o maior valor da história para um mês.

Pela primeira vez, o volume de investidores ativos ultrapassou 700 mil, atingindo a marca de 724.093 pessoas. Apenas no mês passado, 27.579 participantes passaram a investir em títulos públicos. O número de investidores cadastrados – ativos e não ativos – totalizou 2.815.930 pessoas.

No mês passado, os títulos mais vendidos foram os corrigidos pela taxa Selic (juros básicos da economia). Esses papéis concentraram 53,3% das vendas em outubro. Em segundo lugar, vieram os papéis vinculados à inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que responderam por 29% das vendas.

Em terceiro, ficaram os títulos prefixados (com juros definidos antecipadamente), que responderam por 17,6% das vendas. Os investimentos de menor valor continuaram a liderar a preferência dos aplicadores. As vendas abaixo de R$ 5 mil concentraram 75,2% do volume aplicado no mês.

Com o resultado de outubro, o estoque de títulos públicos aplicados no Tesouro Direto subiu 1,46% em relação a setembro, alcançando R$ 52,3 bilhões. Isso ocorreu porque, no mês passado, o Tesouro resgatou R$ 1,805 bilhão. A variação do estoque representa a diferença entre as vendas e os resgates, mais o reconhecimento dos juros que incidem sobre os títulos.

O Tesouro Direto foi criado em janeiro de 2002 para popularizar esse tipo de aplicação e permitir que pessoas físicas possam adquirir títulos públicos diretamente do Tesouro, via internet, sem intermediação de agentes financeiros. O aplicador só tem de pagar uma taxa à corretora responsável pela custódia dos títulos. Mais informações podem ser obtidas no site do Tesouro Direto.

A venda de títulos é uma das formas que o governo tem de captar recursos para pagar dívidas e honrar compromissos. Em troca, o Tesouro Nacional se compromete a devolver o valor com um adicional que pode variar de acordo com a Selic, índices de inflação, câmbio ou uma taxa definida antecipadamente no caso dos papéis prefixados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Sigilo de advogado de Temer é quebrado e OAB nacional e MS protestam
Brasil
Aborto: “Só em casos de estupro e violência”, diz Simone
Brasil
Diretor do Flamengo presta depoimento
Brasil
Ministro diz que o Congresso se omitiu ao não criminalizar a homofobia
Brasil
Mandetta pede a ampliação da cobertura vacinal do sarampo
Brasil
Nelsinho Trad propõe audiência pública para discutir telemedicina
Brasil
Bolsonaro define idade mínima para aposentadoria
Brasil
Menina de 11 anos morre depois de ser baleada no peito
Brasil
Soraya assume CRA e destaca boa relação com Tereza Cristina
Brasil
No Senado, 12 comissões escolheram seus presidentes

Mais Lidas

Geral
Moto entregador fica ferido em acidente
Polícia
Vídeo: Dois motociclistas morrem em colisão frontal
Polícia
Vídeo: Taxista é assassinado em briga de trânsito
Polícia
Jovem morre após troca de tiros com a polícia