Menu
Busca domingo, 19 de maio de 2019
(67) 99647-9098
Brasil

Vendas no comércio cresceram 5,1% no ano passado

12 janeiro 2012 - 17h28João Garrigó

As vendas do comércio em Mato Grosso do Sul aumentaram 9,7% em novembro de 2011, comparadas ao mesmo período do ano anterior, segundo Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada hoje pelo IBGE.

No acumulado de 11 meses do ano passado, o setor registrou vendas de 5,1% no Estado.

Comparado ao resultado nacional, em novembro o crescimento das vendas foi maior em Mato Grosso do Sul do que a média nacional, que foi de 6,8% de aumento em relação ao mesmo período de 2010. Mas noa cumulado de 11 meses, o desempenho estadual ficou abaixo da média do País, de crescimento de 6,7%. Para a Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), foi um bom ano, principalmente em razão da comparação com 2010, que foi de vendas em alta.

“Tivemos um 2011 bastante positivo, principalmente porque já trabalhamos em cima de uma base elevada, que foi o ano de 2010, com os melhores resultados da última década”, avalia o presidente da Federação), Edison Ferreira de Araújo.

 

Fac Feijoada 2019

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil
Empresa aérea europeia chega ao Brasil e presidente comemora
Brasil
Multa da Vale aumenta para R$ 300 milhões
Brasil
Papa aceita renúncia do bispo de Limeira
Brasil
Piso nacional de jornalistas pode chegar a R$ 3.270
Brasil
Ministro fala sobre indícios de irregularidades no Fundo Amazônia
Brasil
Maia assume a presidência da República
Brasil
Robson Andrade reassume CNI nesta sexta
Brasil
Clima começa a esquentar nesta sexta-feira
Brasil
Temer diz que aguardou com serenidade a decisão do STJ
Brasil
Linha de crédito a caminhoneiros pode chegar a R$ 1 bilhão

Mais Lidas

Polícia
Ex-marido esfaqueia mulher em boate ao ver localização em rede social
Geral
Vídeo - Após mulher trocar senha do wi-fi, vizinhos apedrajam casa
Polícia
Homem toma arma de policial, troca tiros com outros e morre em telhado de casa
Internacional
Por engano, funcionário serve vinho de 5.100 euros a clientes