Menu
Busca segunda, 17 de janeiro de 2022
(67) 99647-9098
Cidade

13º é ponto de partida para recuperação do comércio na Capital, diz Adelaido

Os comerciantes já sentiram diferença na demanda nesta quarta-feira (01)

01 dezembro 2021 - 18h22Taynara Menezes

A primeira parcela do 13° foi depositada nesta terça-feira (30) para trabalhadores de empresas privadas, recurso que "cai" como uma dose de esperança para a economia da Capital e as expectativas dos comerciantes estão otimistas para este final de ano.

O encarregado de vendas de uma loja de variedade no Centro de Campo Grande, Paulo Henrique, 36 anos, está animado com os resultados que tem obtido e afirma que já notou diferença no número de clientes nesta quarta-feira (01) após a primeira parcela do 13°. De acordo com Paulo, o setor que mais tem procura é artigos natalinos e brinquedos e a expectativa é recuperar as vendas do ano passado que foram paralisadas pela pandemia. 

brinks

"A pandemia interferiu muito ano passado nas vendas, mas hoje começamos ter bons resultados do décimo. As pessoas estão comprando presentes para criançada, enfeites de natal, estamos contentes e confiantes que esse ano será muito melhor" declara. 

A atendente Bianca Ribeiro recebeu ontem a primeira parcela, foi as compras na tarde de hoje garantir os presentes de natal dos filhos. "Todo ano aproveito o décimo para comprar presente para meus filhos e até o momento está valendo a pena, tô conseguindo comprar com preços bons e aproveitando bem meu salário" conta. 

Isabelly Cristaldo, de 23 anos, também aproveitou para garantir artigos natalinos para enfeitar a casa para as festas de final de ano. "Será meu primeiro natal na casa nova, morando sozinha, então quero garantir decoração e estou gostando das promoções nesse setor, tá valendo a pena" afirma. 

Outro segmento que também já tem colhido bons resultados do décimo terceiro é o setor de vestuário, uma loja central de roupas femininas sentiu a diferença na procura nesta quarta, a gerente Ketty Motta relata que desde o início do dia a procura foi grande, teve até cliente que separou peças e retornou para buscar com a parcela do décimo.

"Teve clientes que veio separou a peça durante a semana passada e retornou hoje para garantir com o a parcela que caiu ontem, a época tá favorável e desde hoje cedo a procura foi grande, estamos felizes e otimistas" finaliza.

O presidente da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas), Adelaido Luiz Vila, vê a data como um ponto de partida para recuperação do setor e acredita que o mês de dezembro será melhor que o ano anterior. 

"Estamos esperançosos, sabemos que temos uma demanda reprida pela pandemia, como por exemplo, o ramo de calçado, roupas, acessórios e perfumaria, a maioria das pessoas estão retornando agora para o trabalho presencial e vão precisar consumir mais esse itens, além do natal que acaba contagiando o mercado", comemora. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cidade
Covid: Nova Lima recebe desinfecção nesta segunda
Cidade
Em estado grave, jovem acidentado na Marques de Pombal está intubado
Cidade
Instalação de mobiliário no corredor da Rui Barbosa começa hoje
Cidade
Obras do Centro Municipal de Belas Artes retornam em fevereiro
Cidade
Ao postar teste de covid em redes sociais, internautas divulgam dados pessoais na web
Cidade
Prefeitura convoca selecionados para auxiliar administrativo e financeiro
Saúde
Vacinação: Veja aonde a vacina contra o Covid vai estar disponível neste sábado
Cidade
Em combate contra a dengue, fumacê circula 20 bairros da Capital nesta sexta-feira
Cidade
Programe-se: Confira as ruas que vão ser interditadas neste fim de semana
Cidade
Procon-MS notifica companhias aéreas e pede explicação sobre voos cancelados

Mais Lidas

Geral
Procura por Tânia entra no oitavo dia; militares seguem sem encontrar pistas da idosa
Polícia
Corpo de idosa é encontrado nua e com ferimentos na cabeça próximo a cemitério
Polícia
Motociclista morre após bater na traseira de caminhão parado na Vila Popular
Polícia
Idosa morre após ser arremessada de carro em acidente na BR-060