Menu
Busca domingo, 16 de junho de 2019
(67) 99647-9098
Cidade

Aplicativo e câmeras reforçam segurança na capital

A polícia poderá contar com tecnologia durante a Operação Boas Festas

21 dezembro 2018 - 16h58Da redação com assessoria

O sistema Cidadão Integrado  de segurança foi lançado na manhã desta sexta-feira (21) em Campo Grande, e policiais poderão contar com 50 câmeras de segurança na área central e aplicativo para coibir crimes. A meta é aumentar para mil em 2019.

O sistema foi apresentado pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) e pela Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).  A tecnologia  está disponível  nas unidades ligadas ao 1º Batalhão da Polícia Militar (BPM). O projeto é baseado em um parecido e desenvolvido em Nova Iorque, nos Estados Unidos.

O acesso é feito por meio de um aplicativo para celulares criado pela CDL e as polícias militar e civil possuem todo alcance para acompanhar a movimentação. Em cada batalhão e delegacia de área também será instalada uma TV/computador, que permite o monitoramento dos pontos que compreende a unidade. Outro ponto positivo é um botão de pânico  que aciona imediatamente as equipes quando um alarme é disparado.

Segundo o secretário da Sejusp, Antonio Carlos Videira, essa é uma tecnologia inovadora. “A medida vai nos auxiliar na prevenção de crimes contra o patrimônio como roubos e furtos, principalmente no comércio e em vias públicas. Não é só uma atuação em caráter preventivo, mas também repressivo. As imagens do aplicativo facilitam a identificação dos autores e veículos, além do modo de agir”, pontuou.

O presidente da CDL, Adelaido Vila, destaca que a iniciativa é uma forma da sociedade civil organizada contribuir com a segurança pública, não gerando custos para o estado. “Esse projeto foi trazido dos Estados Unidos para São Paulo e agora estamos implementando aqui. É algo muito simples e fácil de operar, sem a necessidade de muitos equipamentos”, explicou.

Conforme o comandante do 1º BPM, tenente-coronel Claudemir de Melo Domingos Braz, o sistema desburocratiza o 190, canal de atendimento da população com a polícia. Além agilizar o tempo resposta de um atendimento.

Para integrar o programa os lojistas associados devem fazer um cadastro autorizando acesso às imagens, especialmente das áreas externas dos estabelecimentos. Moradores e quem tiver interesse também podem participar. 

As câmeras de monitoramento já estão instaladas em lojas localizadas em diversas regiões da capital, entre elas as ruas Barão do Rio Branco, Cândido Mariano, 14 de Julho, 13 de Maio e avenida Mato Grosso.

O sistema também será instalado na 1ª Delegacia de Polícia Civil (DP), Batalhão de Choque (Bchoque), 10º BPM, Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros (Garras) e Grupo de Operações e Investigações (GOI). 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cidade
Thiago Brava e Breno Reis e Marco Viola animam Arraial deste sábado
Cidade
Sábado tem festa junina solidária no Shopping Campo Grande
Cidade
Bomba da II Guerra Mundial é desativada em Berlim
Cidade
Mais de 5 mil pessoas compareceram a primeira noite do Arraial de Santo Antônio
Cidade
Trabalhadores em greve realizam manifesto no centro da capital
Cidade
Pega de surpresa, população usa aplicativo de transporte e paga mais caro
Cidade
Greve de motoristas de ônibus pega usuários do transporte de surpresa
Cidade
Mensagens que indicariam suposto massacre em escola geram pânico no interior
Cidade
Ruas da capital são interditadas para festa caipira
Cidade
17ª edição do Arraial de Santo Antônio começa hoje

Mais Lidas

Polícia
Durante encontro amoroso, homem é morto por ex-marido de mulher
Polícia
Ex-secretário morre em acidente na MS-157
Polícia
Tio e sobrinho são mortos a golpes de facão
Educação
Extrato de pagamento do Bolsa Família terá alerta sobre trabalho infantil