Menu
Busca sábado, 22 de fevereiro de 2020
(67) 99647-9098
tj ms topo
Cidade

Como saber se o agente de saúde contra a dengue não é bandido?

Megaoperação desperta interesse de criminosos e é preciso ficar alerta

23 janeiro 2020 - 13h52Joilson Francelino

Campo Grande está perto de uma epidemia de dengue e, para evitar, a prefeitura iniciou uma megaoperação de combate ao mosquito transmissor, colocando centenas de agentes de controle de endemias nas ruas para vistorias em residências de todas as regiões da capital, pelos próximos 70 dias.

A ação desperta o interesse de criminosos, que veem, na campanha, uma oportunidade para entrar nas residências, se passando pelos agentes, e praticar seus crimes: roubo, furto, etc. Para facilitar a identificação dos verdadeiros funcionários da prefeitura, a Secretária Municipal de Saúde (Sesau) reforça que eles estarão sempre uniformizados, com crachá e na companhia de dois ou três agentes.

Além disso, a Sesau recomenda que, se ainda haja suspeita, o morador pode ligar na ouvidoria, pelo número: (67) 3314-9955. Já o Ministério da Saúde orienta ligar no canal 156. Nos dois números o morador pode confirmar se o agente tem ou não cadastro no sistema.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cidade
Força tarefa minimiza estragos da chuva
Cidade
Igreja suspende culto por causa da folia na praça Aquidauana
Cidade
Rotatória da Rachid com Ernesto está interditada
Cidade
Interdições para o carnaval começam nesta sexta; evite transtornos
Cidade
Equipes da prefeitura estão nas ruas para reparar estragos da chuva
Cidade
Bairros da capital ficam sem energia devido às chuvas desta quinta; confira
Cidade
Vídeo - Chuva alaga diversos pontos na capital
Cidade
Aeroporto da capital recebe escultura de onça
Cidade
Com efetivo recorde, carnaval 2020 promete ser o mais seguro da capital
Cidade
Projeto pretende reduzir consumo de energia na Feira Central

Mais Lidas

Cidade
Força tarefa minimiza estragos da chuva
Geral
Prefeito fica preso em elevador da prefeitura
Esportes
Nadador de MS disputa competição junto à seleção brasileira
Polícia
Funcionários da Receita encontram jibóia de 3 metros no posto fiscal