Menu
Busca domingo, 05 de fevereiro de 2023
(67) 99647-9098
Cidade

Dengue: índices são os menores registrados nos últimos cinco anos na Capital

Apesar de casos se manterem estáveis os cuidados devem ser permanentes, alerta SESAU

06 abril 2022 - 13h12Brenda Leitte, com CG Notícias
Sebrae Materia

Os casos notificados de dengue, doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypty, têm se mantido estáveis em Campo Grande. Os índices são os menores registrados nos últimos cinco anos. No entanto, os cuidados para evitar a proliferação do mosquito devem ser permanentes, alerta a Secretaria Municipal de Saúde.

“Nos últimos dias temos registrado chuvas frequentes em nosso Município o que, consequemente, ocasiona um aumento natural na proliferação dos mosquitos, pois eles acabam encontrando ambientes propícios para isso. Os ovos do Aedes aegypti podem permanecer na natureza por um longo período esperando somente a oportunidade para eclodir e iniciar o ciclo de crescimento. Por isso é importante que todo mundo faça a sua parte. Orientamos a população para que evite acumular qualquer tipo de resíduo que possa se tornar potencial criadouro do mosquito e faça uma vistoria no quintal de maneira periódica. Desta forma, com todos colaborando, vamos continuar vencendo essa batalha contra o mosquito”, reforça a superintendente de Vigilância em Saúde da pasta, Veruska Lahdo.

Conforme dados epidemiológicos da secretaria,  de janeiro a março deste ano foram contabilizados 1.369 casos notificados de dengue em Campo Grande. No mesmo período do ano passado foram notificados 1.772 casos. Apesar da estabilidade nas notificações, o Município já registrou dois óbitos provocados pela doença.

“É uma doença que sempre nos preocupou e que exige a atenção devida, pois alguns casos evoluem com maior gravidade e também acaba sobrecarrega o sistema de saúde”, destaca a superintendente.

Os índices atuais são os menores regitrados nos últimos cinco anos. Uma redução consolidada no ano passado, após o Município enfrentar duas epidemias seguidas da doença.

Em 2019, Campo Grande registrou 44.871 casos e oito óbitos provocados pela dengue. À época, a Prefeitura realizou uma força-tarefa batizada “Operação Mosquito Zero”, envolvendo a sociedade civil organizada e todas as secretariais municipais.  Foram realizadas ações de manejo nas sete regiões urbanas e distritos do Município para conter o avanço da doença.

No ano seguinte, 2020, os casos caíram pela metade, resultado do trabalho executado. Em todo o ano, foram 20.198 notificações e 7 óbitos. Mesmo durante a pandemia de Covid-19, os trabalhos de combate ao mosquito Aedes aegypti continuaram sendo realizados,  o que levou o Município a registrar uma redução histórica de mais de 90% nos casos em 2021.

Em todo o ano passado, a Capital registrou 5.288 casos notificados de dengue e 4 óbitos provocados pela doença.

“É o resultado do trabalho que vem sendo executado pelo Município há 4 anos.  É um esforço coletivo que foi feito para que hoje a gente pudesse estar em uma situação um pouco mais confortável”, finaliza a superintendente.

Sebrae Materia

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia
Mãe desaparece com filho de 6 anos e preocupa família na Capital
Cidade
Bioparque funcionará no carnaval; agendamento começa na segunda
Cidade
Prefeitura e Estado entregam 23 casas para famílias da Cidade de Deus
Cidade
Aprovados em processos seletivos da Prefeitura são convocados
Educação
Inscrições para cadastro de professores atuarem no Bioparque encerram hoje
Cidade
Prefeitura regulariza a moradia de 70 famílias da Capital
Cidade
"Bebê gigante" nasce com quase 6kg em maternidade da Capital
Cidade
Veja a escala de plantão de médicos nas UPAs e CRSs nesta quinta
Cidade
AO VIVO: Ponte da José Antônio com a Fernando Corrêa é interditada
Cidade
'Sorrisão doce e largo', amigas lamentam morte de Ana Karolina em acidente

Mais Lidas

Polícia
Mãe desaparece com filho de 6 anos e preocupa família na Capital
Interior
Raio mata 16 cabeças de gado e causa prejuízo de R$ 60 mil a pecuarista de MS
Polícia
Entregador de aplicativo é preso enquanto fazia entregas de "disk droga"
Polícia
Colisão entre carro e viatura do Batalhão do choque deixa feridos na Capital