Menu
Busca sexta, 28 de fevereiro de 2020
(67) 99647-9098
tj ms topo
Cidade

"Habitação popular está sem programa em Brasília", alerta secretária da Agehab

Maria do Carmo ressalta que estado usa recursos próprios para suprir demandas

13 setembro 2019 - 16h10Joilson Francelino

A diretora-presidente da Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (Agehab), Maria do Carmo Avesani Lopez, disse nesta sexta-feira (13), que o governo estadual não está recebendo nenhum projeto, da União, para programas de habitação de interesse social.

Em entrevista ao JD1 Notícias, Maria do Carmo ressaltou que o Governo Federal ainda estuda lançar programa que atenda as famílias de baixa renda [faixa1]. “O governo atual está estudando para lançar um novo programa, mas, veja só, estamos no mês de setembro, estão estudando para lançar um programa que vai precisar de lei. Eu não acredito que esse programa entre em operação o ano que vem”, disparou.

Maria do Carmo ressalta que o estado trabalha com recursos próprios e parcerias com municípios, mas não é o suficiente para suprir as demandas. “O estado sozinho não consegue suprir isso, nós temos trabalhos, o programa lote urbanizado, uma parceria que fazemos com os municípios, que chamamos de substituição de moradia precária. A demanda é muito maior e o governo teria condições de alcançar sozinho. Não tem como”, disse.

Para a diretora-presidente, habitação de interesse social não é prioridade do Governo Federal. “Eles alegam que não tem recurso. Temos programas de baixa renda que estão contratados e em andamento, a União está atrasando os pagamentos dos que já estão contratados. Então, como vai contratar coisa nova? Se o que está em andamento, atrasa o pagamento. Eu diria que, hoje, o governo federal não tem proposta para contratação do Faixa 1”, considerou.

A previsão de Maria do Carmo é que os novos programas que atendam a população de baixa renda comecem a ser apresentados a partir de 2020. Enquanto isso, sem recursos federais, a diretora-presidente conclui que o estado tem feito um bom trabalho com mais de 2 mil unidades habitacionais já entregues e a previsão de 1.4 mil unidades no ano que vem.

Jacarezão

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cidade
Campo Grande terá "Enterros dos Ossos" nesse final de semana
Cidade
Estacionamento do Shopping Campo Grande é autuado por irregularidades
Cidade
Prefeitura inicia ações no trânsito para defender a fauna silvestre
Cidade
"Carnaval 2020 foi o melhor da capital, saldo positivo", disse Valério
Cidade
Vídeo mostra briga que pode ter sido durante Carnaval na capital
Cidade
Confira a programação do último dia de carnaval na capital
Cidade
Confira quais serviços funcionam nesta terça-feira de Carnaval
Cidade
Passarela do samba está pronta para o primeiro dia de desfile
Cidade
Folia na capital vai de "Carnaventura" à "Carnarock"; Confira
Cidade
CDL CG auxilará lojistas que tiveram lojas destruídas durante carnaval

Mais Lidas

Geral
Acesso ao Informe de Rendimentos já está disponível
Geral
Ibama descobre óleo próximo a navio encalhado no Maranhão
Saúde
OMS eleva grau de contaminação do coronavírus para "muito alto"
Justiça
Desembargador prevê ''caos'' se ação do Novo for aprovada