Menu
Busca sábado, 20 de abril de 2019
(67) 99647-9098
Cidade

Menina de 6 anos é levada por correnteza ao tentar salvar irmão

Corpo de Bombeiros ainda busca pela criança que caiu no rio Miranda

22 janeiro 2019 - 08h10

Uma menina de 6 anos desapareceu ao cair no rio Miranda, na manhã de ontem (21), na região do pantanal. O acidente ocorreu por volta das 10h  e a criança brincava com irmão de dois anos, quando aconteceu um incidente e tentou salva-lo de um afogamento.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros de Aquidauana, as buscas pela menina foram retomadas hoje, por volta das 6h da manhã. A criança estava acompanhada do pai e mais dois irmãos, quando em um momento ele e a filha tentaram tirar o irmão menor do rio, que por um descuido, ela foi levada pela forte correnteza.

O capitão Vinicius Gonçalves diz que somente a mãe da menina acompanha as buscas, já que o pai está inteiramente abalado com o ocorrido. Ele ainda completa vão continuar persistindo com as buscas pelo corpo, geralmente nesses casos, leva de 2 a 3 dias para ser encontrado.

(*) matéria editada às 9h43 para acréscimo de informações.

pmcg - prestação de contas

Deixe seu Comentário

Leia Também

Cidade
Morre no Rio, aos 40 anos, MC Sapão
Cidade
Inscrições para "Corrida do Trabalhador" seguem abertas
Cidade
Obra na Bandeirantes fica pronta em até doze meses
Cidade
Empresa garante que água distribuída é saudável e de qualidade
Cidade
No feriadão, mais de 180 mil veículos devem trafegar na BR-163
Cidade
CCR MSVia inicia "Operação Páscoa" na BR-163
Cidade
Comerciantes da Bandeirantes se reúnem com prefeito e deputado
Cidade
Reviva é inspirado em modelo mundial de grandes centros
Cidade
Confira o que abre e o que fecha no feriado de Páscoa, na capital
Cidade
Enem divulga resultado do pedido de isenção da taxa de inscrição

Mais Lidas

Polícia
Empresário e funcionário morrem eletrocutados durante trabalho
Polícia
Corpo de mulher é encontrado amarrado em árvore às margens da BR-262
Justiça
Julgamento de juiz é adiado
Polícia
Motorista é encontrado morto com 14 facadas